EmiratesAdidas
Real Madrid - Atlético de Madrid

0-1: O Atletico de Madrid vence o dérbi

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 27/02/2016 | Alberto Navarro

Os brancos tentaram até final mas não foram felizes com o golo.
  • Liga BBVA
  • Jornada 26
  • 27/02/2016
Santiago Bernabéu
0
1
O Real Madrid tentou até final mas não foi feliz com o golo, e o Atlético de Madrid venceu o dérbi. O jogo arrancou intenso. A luta por cada bola era brutal. A primeira jogada de perigo foi criada pelos jogadores da casa. Kroos marcou uma falta lateral aos 17’ e Varane, com a parte de trás da cabeça, esteve perto de surpreender Oblak. O esférico passou a escassos centímetros da baliza vermelha e branca. 

Superada a meia hora, nova ocasião para a equipa da casa. Foi novamente na sequência de uma bola parada. Criando Ronaldo marcou uma falta de longe aos 31’ e Oblak só conseguiu colocar as mãos frente ao míssil do português. Responderam os adversários e por duas vezes. Grande disparo de Griezmann de zona frontal aos 40’ e ainda melhor intervenção de Keylor Navas. Um minuto depois, Koke rematou sem ângulo, mas brilhou de novo o guarda-redes branco. 

Entrou Mayoral
O canterano substituiu Benzema ao intervalo, e a primeira oportunidade da segunda parte foi para os locais. Godín falhou o alívio e Cristiano Ronaldo, já com pouco ângulo, rematou muito cruzado frente a Oblak aos 48’. O Atlético de Madrid adiantou-se no minuto 53. Griezmann iniciou a jogada, conduziu o esférico, passou a Filipe Luís e colocou a bola no fundo das redes da marca de pénalti após assistência do brasileiro. 

Havia que recuperar, e Zidane fez entrar Lucas Vázquez por James aos 57’. Cristiano Ronaldo esteve perto de igualar o confronto. Grande centro de Carvajal aos 68’, e o remate de cabeça do português da marca de pénalti, foi defendido por Oblak. Os ataques da equipa da casa eram mais frequentes, e aos 75’ o Bernabéu pediu pénalti por derrube de Gabi a Danilo na luta pela bola. 

Mais oportunidades 
Os brancos continuavam a tentar e tiveram nova oportunidade para marcar aos 84’. Centro de Carvajal e o remate de cabeça de Cristiano Ronaldo voltou a terminar nas mãos de Oblak. Foi mais clara a que teve Danilo aos 87’, mas o remate de pé esquerdo, já com pouco ângulo, não acertou na baliza.
Buscar