EmiratesAdidas
Athletic - Real Madrid

Ancelotti: “A Liga não está terminada e vamos lutar para rectificar esta situação”

Ver video

NOTÍCIA | 07/03/2015 | Javier García (Bilbao) | FOTÓGRAFO: Víctor Carretero

“Empurramos muito na segunda parte e jogámos todo o tempo no meio campo contrário”, acrescentou o italiano.
Carlo Ancelotti analisou na sala de imprensa de San Mamés o jogo contra o Atlético de Bilbao: “Eu tenho uma grande parte da culpa, como sempre. Há treinadores que quando a sua equipa não joga bem dizem que aquela não é a sua equipa. Esta é a minha equipa, que está a jogar mal e neste sentido tenho toda a responsabilidade possível".

"Não vou baixar os braços porque é verdade que a Liga se vai complicar, mas não está terminada e vamos lutar para rectificar esta situação rapidamente. Com a qualidade que temos podemos encontrar a solução”.

Análise do jogo 
“O jogo foi dividido. É verdade que o Atlético de Bilbao defendeu bem, muito compacto e a jogar no contra-ataque. Marcou e o jogo correu-lhes bem. Empurramos muito na segunda parte, jogámos sempre no meio campo contrário. Não é um problema físico, é de sermos mais objectivos no ataque. Agora não está a funcionar bem. A equipa ofereceu o jogo, não 45 minutos, porque perdemos. Na primeira parte, o Atlético de Bilbao marcou e não segunda podíamos ter empatado”.

Falhas no ataque 
“Não há ligação, jogámos muito individualmente, necessitamos encontrar outra forma de atacar, jogar mais rápido e com menos toques. É bastante confuso como atacamos actualmente. A bola não circula rápido”.

A equipa está unida e concentrada nos objectivos. 

“O problema que temos é mais ofensivo, não encontramos soluções ofensivas com nos jogos passados. Nos últimos jogos marcamos só um golo de pénalti. É o problema que temos de resolver, falta-nos eficácia no ataque”.

Explicação 
“O jogo de ataque é uma questão de tempo. O tempo de passe e o tempo de desmarcação. O passe pode não acontecer porque trocamos muito a bola. É uma combinação do tempo entre o passe e a desmarcação que não está a funcionar".

As substituições 
“Procurei, primeiro, dar frescura à equipa, e utilizar Jesé e Bale nas faixas para ter mais espaços. Kroos tinha um cartão e não queria jogar com 10. A substituição de Illarra pelos mesmos motivos”.

Atitude
“Não é uma questão de atitude. Vejo o problema no jogo de ataque e é o que temos que resolver. A atitude é boa. Todos sabemos que cada jogo é muito importante neste período. Não é falta de atitude, é uma falha técnica”.

O balneário
“Em termos de ambiente e motivação dos jogadores está controlado. Não temos que procurar outras coisas. A equipa está unida e focada nos objectivos pelos quais temos de continuar a lutar. Temos que resolver rápido os problemas. É estranho dizer que o Real Madrid tem problemas no ataque quando já marcamos muitos golos esta temporada, mas é a verdade”.

O tridente BBC
“Não é um problema individual. O jogo dos três não foi bom, mas não é culpa dos três. Toda a equipa tem responsabilidade quando jogámos no ataque, não só os avançados”.

Pesquisar