1. Close
    Classic MatchCorazón Classic Match 2019
    vivê-la emSantiago Bernabéu
    Real Madrid LeyendasReal Madrid Leyendas
    vs
    Chelsea LegendsChelsea Legends
    Informação do jogo
    Classic Match, Corazón Classic Match 2019
      Santiago Bernabéu
     06/23/2019

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

    Real Madrid - Atlético de Madrid

    Cristiano Ronaldo: “A recepção do público foi impressionante”

    NOTÍCIA | 15/01/2015

    “Não baixámos os braços em nenhum momento”, disse Marcelo. 
    Cristiano Ronaldo foi um dos goleadores frente ao Atlético de Madrid e analisou assim o encontro: “Sabíamos que tínhamos dois golos de desvantagem, que tínhamos que marcar três golos e que era difícil. É uma desilusão perder assim. A primeira parte foi muito boa, mas tivemos o azar de sofrer um golo nos primeiros minutos”.

    “Queremos agradecer ao público a recepção que nos fizeram. Foi impressionante. Desde que chegámos a Concha Espina até que entramos em campo. Pessoalmente agradeço a homenagem que me fizeram. Em nome da equipa peço desculpa, talvez pudéssemos ter jogado melhor. Também lhes dizemos que temos a Liga, a Champions e muitas coisas para conquistar este ano”.

    “Obviamente que perder nunca é bom. Mas temos que pensar positivo. A equipa vai estar num melhor nível mais à frente, e podemos lutar pela Liga e pela Champions. O Real Madrid é o maior clube do mundo e quer ganhar sempre, ainda que por vezes seja melhor dar um passo atrás para dar dois para a frente”.

    “Há que continuar a trabalhar, e aproveitar estas duas semanas para treinar bem e recuperar a forma. A vida não são só golos. Estar sempre a 100% em todos os jogos é impossível. Há bons e maus momentos. Sinto-me bem e seguro de que em duas ou três semanas a equipa e eu vamos estar a voar outra vez”.

    A PRIMEIRA PARTE FOI MUITO BOA.

    Marcelo completou os 90 minutos do jogo contra o Atlético de Madrid, e analisou o encontro após o apito final: “Tentámos até ao fim, foram superiores e há que os felicitar. Estou orgulhoso da nossa equipa porque não baixámos os braços em nenhum momento, e lutamos ainda que a desvantagem fosse grande”.

    “Para jogar aqui há que dar a cara. Temos que estar orgulhosos porque tentamos de todas as maneiras. Tentamos fazer o que o treinador nos pediu, mas infelizmente não nos qualificamos”.

    “Tínhamos que estar concentrados, e esses golos que sofremos são coisas do futebol. Estávamos nervosos. Estamos a tentar repetir o ano passado, e é difícil porque há mais pressão que antes. Agora temos outro jogo e vamos tentar ganhar”.

    12

    Defesa

    Buscar