1. Close
    La LigaJornada 14
    vivê-la emEstadio Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Real SociedadReal Sociedad
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 14
      Estadio Santiago Bernabéu
     11/23/2019
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

  2. Close
    Liga EndesaJornada 8
    vivê-la emWiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    UnicajaUnicaja
    Informação do jogo
    Liga Endesa, Jornada 8
      WiZink Center
     11/10/2019
    18:30
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Capilla ardiente de Alfredo Di Stéfano

O Real Madrid despediu-se do seu Presidente Honorário

Ver galeria

NOTÍCIA | 09/07/2014

"Partiu um homem fantástico", disse Casillas na vista à câmara ardente
Desde que se abriram as portas da câmara ardente, Florentino Pérez, Emilio Butragueño e veteranos do Real Madrid do futebol e do basquetebol acompanharam a família de Di Stéfano. Os jogadores do plantel principal, Carvajal, Casillas, Sergio Ramos e Nacho, e os membros da Junta Directiva estiveram no Santiago Bernabéu para se despedirem do melhor jogador da história.

Casillas: "Falar de Di Stéfano é falar do Real Madrid"
"Don Alfredo foi muito importante para o madridismo e para aqueles que convivemos com ele. Tivemos maior proximidade nos últimos anos, falávamos muito quando coincidíamos nas cerimónias ou almoços. Ele recordava histórias curiosas, preguntava-te como estavas... Tinha muita descontracção. Vai-se uma pessoa enorme”.

"Para os que foram criados no clube, falar de Di Stéfano é falar do Real Madrid. A figura de Don Alfredo, as suas imagens, os seus golos... tudo isso lembra o Real Madrid. Na sua geração começou a inculcar essa coragem, essa garra e essa fúria aos jogadores que foram chegando década após década".

Ramos: "É o jogador mais importante"
"Parte um ícone, um símbolo e grande parte deste emblema. Tive com ele uma relação muito próxima, vivi momentos únicos com ele no dia da minha apresentação. É o jogador mais importante que passou pelo Real Madrid. A palavra render-se nunca fez parte do seu modo de ser e inculcou isso a todos nós".

Carvajal: "Di Stéfano é, foi e será o madridismo puro"
"Sinto pena e tristeza. Di Stéfano é, foi e será o madridismo puro. Todos os madridistas sentem, do fundo do coração, a sua falta. Era muito próximo de nós, passava muitas vezes por Valdebebas. Tenho a certeza que lá de cima nos dará muita força".

Nacho: "É um símbolo"
"Para os jogadores formados no clube e para o resto dos madridistas, Don Alfredo é um símbolo de sacrifício e de luta por este emblema. É um orgulho ter compartido o dia a dia com ele. Era uma pessoa muito próxima e que gostava muito de brincar e sempre bem disposta".

Butragueño: "O Real Madrid é o que é por causa de Alfredo Di Stéfano. A nossa gratdião é eterna".

Junto a um grande número de antigos companheiros madridistas durante os seus tempos de jogador e treinador, também visitaram a câmara ardente os ex-presidentes do Real Madrid Lorenzo Sanz, Fernando Martín e Vicente Boluda.

Butragueño: O seu legado permanecerá para sempre"
"Agradecemos às instituições, clubes e a todas as pessoas que manifestaram o seu apoio neste dia tão triste. O Real Madrid é o que é por causa de Alfredo Di Stéfano. A nossa gratidão é eterna e o seu legado permanecerá para sempre. Ele deu-me a oportunidade na primeira equipa e tive com ele uma realão pessoal muito enriquecedora. Devo-lhe muito".

Os veteranos
Hierro:
"Será sempre uma referência para todos os madridistas. Encarna os valores deste clube. Camacho: "A história do Real Madrid foi escrita com ele. Pirri: "O Real Madrid é uma família e despareceu o nosso irmão mais velho". José Vicente Train: "Lamento imenso a perda de uma grande companheiro e um grande jogador". Romay: "Na sua época o Real Madrid mudou o futebol". Também marcou presença Emiliano Rodríguez.

Amancio: "O seu corpo partiu, mas a recordação será eterna. Foi um jogador completíssimo e reconhecido mundialmente. Santamaría: "Vai ser eterno. Partiu um ganhador nato". Gallego: "Devo-lhe muito em todos os aspectos. É uma pessoa que deixa uma marca". Peinado: "Pessoas tão geniais como esta  nunca deviam morrer". Milla: "Era uma pessoa cheia de energia, carismática e que respirava futebol".

Seedorf enviou uma carta de condolências: "Querido Don Alfredo, depois de teres mudado a história do futebol, graças ao teu incrível talento, chegou a hora de te dizer adeus. Obrigado pela marca indelével que deixaste num clube tão glorioso como o Real Madrid, o qual tive a honra de representar. O teu legado será sempre recordado no coração dos adeptos madridistas".

Gento: "É um jogador inimitável. Cheguei muito novo ao Real Madrid e foi um mestre para mim, aprendi muito com ele. Nunca tinha visto ninguém jogar como ele". Pachín: "Foi o número um e um ganhador nato. Ensinava-te a estar no campo". Quique Sánchez Flores: "Mudou a história. Foi o primeiro génio a trabalhar como um mestre e isso tornou-o ainda mais especial". Victor Sánchez: "Durante a minha carreira deu-me conselhos importantíssimos".

Sanchis: "Como treinador revelou muita coragem e lançou a famosa Quinta del Buitre. Tornou-se uma lenda viva e está no coração de todos os madridistas". Martín Vásquez: "Era o melhor dentro do campo, mas sempre ao serviço da equipa". Chendo: "É um exemplo para todos os rapazes da formação. É o maior nome da história do clube e todos deveriam aprender muito com ele". De Felipe: "Inventou o futebol total; atacava, defendia, corria e marcava golos". Rubiñan: "Estava sempre a sorrir. Era um génio e uma grande figura".

Mais personalidades
Ana Botella: "Tornou grande o Real Madrid e levou o nome da capital de Espanha por todo o Mundo. A autarquia vai propor um espaço público, uma rua, em sua honra". Ignacio González: "Foi o maior, isso é indiscutível. Foi um dos melhores embaixadores que Madrid já teve". José Ignacio Wert: "Mudou o mundo do futebol e do desporto em geral".

Enrique Cerezo: "Foi o número um. Nunca houve, nem nunca haverá. um  jogador que seja capaz de fazer as coisas que ele fazia dentro do campo". Gianni Infantino, secretário-geral da UEFA: "Todos os que amam o futebol devem agradecer-lhe o que fez por este desporto". Miguel Cardenal: "Mudou a história do desporto espanhol e fez do Real Madrid o melhor da história". Jorge Pérez, secretário-geral da RFEF: "Era uma enciclopédia do futebol".

Ramos: "É o jogador mais importante"
"Desapareceu um ícone, um símbolo e grande parte deste escudo. Convivi de muito perto com ele, vivi momentos únicos no dia da minha apresentação. É o jogador mais importante que passou pelo Real Madrid. No seu modo de ser não existia a palavra render-se e foi isso que nos inculcou a todos".

Nacho: "É um símbolo"
"Para os canteranos e para o resto dos madridistas, Don Alfredo é um símbolo de sacrfício e de luta por este emblema. É um orgulho ter compartido o dia a dia com ele. Era uma pessoa muito próxima e que gostava muito de nos mostar a sua faceta brincalhona e bem disposta".

Carvajal: “Di Stéfano é, foi e será madridismo puro”
“Sinto pena e tristeza. Di Stéfano é, foi e será madridismo puro. Todos os madridistas de coração sentimos a sua falta. Era-nos muito próximo, passava frequentemente por Valdebebas. De certeza que, lá de cima, vai dar-nos muita força”.

“Partilhar o momento da colocação da primeira pedra da Cidade Real Madrid com Alfredo Di Stéfano foi um momento especial para mim, foi muito significativo. Ele não se levava demasiado a sério. Punha acima de tudo a equipa, o mérito colectivo, e esse é um dos segredos do seu sucesso”.

Camacho: “A história do Real Madrid escreveu-se com ele"
“Era um homem muito comedido, que tinha a sua personalidade e uma forma de ser muito peculiar. Via o futebol de uma maneira que nos deixava boquiabertos aos que estávamos a começar. Tinha uma filosofia e uma simplicidade enorme para fazer as coisas. A história do Real Madrid escreveu-se com ele”.

Romay: “Dizia verdades com um cavalheirismo absoluto”
"O Real Madrid da sua época mudou o futebol. Recordo o seu percurso e tudo o que representa para este clube, sobretudo pelo que significa para os que formos educados neste clube. Recordo especialmente essa forma de falar e de se exprimir, de dizer verdades com um cavalheirismo absoluto".

Pesquisar