EmiratesAdidas
Estudiantes - Real Madrid

64-71: O Madrid vence o dérbi e já pensa no playoff

Galeria

CRÓNICA | 13/04/2014 | C. T.

Os brancos conseguiram a 27ª vitória consecutiva da temporada na Liga, e igualam a melhor série vitoriosa desde a época 84-85. 
  • Liga Endesa
  • Jornada 27
  • Dom, 13 Abr
Palácio dos Desportos
64
71
O Real Madrid venceu o dérbi e atingiu assim a 27ª vitória consecutiva na Liga Endesa, igualando o recórde de Lolo Sáinz em 84-85. Importantes foram Rudy Fernández, que marcou 17 pontos, 8 ressaltos e 4 assistências, e Sergio Rodríguez, o melhor em campo com 14 pontos, 6 assistências, 4 recuperações de bola e 6 faltas sofridas. Continua em crecimento o grande Salah Mejri que realizou outro grande jogo.

O Estudiantes queria dar luta e surpreendeu desde o início com uma intensidade e uma agressividade que obrigou o Madrid a acompanhar de perto durante todo o primeiro período, devido às dificuldades no ataque. Os brancos, com bastantes perdas de bola (8 neste período), e com dificuldades para se aproximarem do cesto do adversário devido à forte defesa do Estudiantes, conseguiram manter-se na luta durante os primeiros minutos graças ao acerto nos triplos (os primeiros 9 pontos foram desde os 6,75 m), acerto que se iria perder ao longo do jogo.

As entradas do Chacho e Mejri
As entradas do Chacho e de Salah Mejri quando faltavam pouco mais de 2 minutos para terminar o período revolucionou o jogo e igualou o duelo na zona restritiva. O poste tunisino, que marcou 4 pontos consecutivos mal entrou em campo, deu iníco à reacção branca, e finalmente conseguiram marcar pontos da zona restritiva. No final, e graças ao início de Mirotic e Rudy, e à tremenda entrada em jogo do tunisino, os comandados por Laso terminaram o primeiro período com uma desvantagem mínima: 17-15. 

O CHACHO E RUDY SOMARAM 51 DE VALORIZAÇÃO ENTRE AMBOS DE UM TOTAL DE 85 DA EQUIPA.  

Durante o segundo período, o Madrid, muito superior nos ressaltos, em parte devido à presença de Reyes em campo (23 contra os 12 do Estudiantes), deu a sensação de tomar conta do jogo. Com Mejri, em estado de graça e poderoso debaixo das tabelas, e com o Chacho a dar fluidez ao jogo, a equipa treinada por Laso conseguiu a maior vantagem neste período depois de um triplo do natural das Canárias (29-34). Não obstante, a equipa de Vidorreta, não baixou os braços e dipsutou o resultado com o Madrid.

Com Van Lacke e Banic como referências, e Nogueira e Kuric a ajudar, o Estudiantes soube como conter a avalanche anotadora de um Madrid que apenas marcou 34 pontos em 20 minutos.

Rudy, omnipresente
Como vendo sendo habitual, o intervalo serviu de tónico. Os brancos começaram o terceiro período com um parcial de 0-7 em 2 minutos, que obrigou Vidorreta a pedir um desconto de tempo. Os brancos, com Draper em campo para explorar a sua faceta defensiva, melhoraram em velocidade e colocaram em apertos um adversário que não encontrava opções no ataque. Rudy, omnipresente, foi o homem em destaque num parcial em que os brancos deixaram o seu oponente a 15 pontos de diferença. O extremo das Baleares marcou 10 pontos durante esses 10 minutos, que somados aos que já tinha marcado, convertiam-no no maior marcador do jogo (15). Terminaram este período com uma vantagem de 7 pontos (48-55). 

Apesar das tentativas de Banic, o melhor da sua equipa, e da diminuição da intensidade de jogo dos brancos, continuava a existir uma vantagem mais ou menos cómoda, que foi bem gerida. Um par de boas jogados do Estudiantes e os falhanços dos comandados por Laso encurtaram a diferença para 6 pontos quando faltavam jogar dois minutos, o que obrigou a um desconto de tempo. Mas o Madrid, com um enorme Chacho, gerindo tudo mentalmente e no campo, e que terminou com 27 de valorização, estava já fora de perigo, e com a 27ª vitória consecutiva na Liga garantida. Agora concentram-se no playoff contra o Olympiacos.

Ficha técnica
Tuenti móvil Estudiantes 64 (17+16+15+16): Van Lacke (8), Miso (5), Rabaseda (2), Slokar (5), Banic (15) –cinco inicial-Colom (-), Kuric (16), (Fernández  (-), Rubio (3).

Real Madrid 71 (15+19+21+16): Llull (6), Rudy (17), Darden (3), Mirotic (9), Bourousis (6) –cinco inicial-; Rodríguez (14), Draper (-), Díez (2), Reyes (2), Mejri  (12)

Pesquisar