EmiratesAdidas
Manchester City - Real Madrid

2-1: O Madrid fica fora da Champions

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 07/08/2020 | Alberto Navarro

Benzema marcou o golo da equipa, que conclui a temporada em Manchester. 
  • Champions League
  • oitavos-de-final (Segunda mão)
  • Sex, 07 Ago
Etihad Stadium
2
1
O Real Madrid não conseguiu superar o Manchester City e ficou fora da Champions League. O jogo começou da pior maneira possível. Gabriel Jesús roubou o esférico a Varane dentro da área e assistiu Sterling, que isolado bateu Courtois aos nove minutos. Mais difícil ainda para um Real Madrid que tinha que recuperar do 1-2 da primeira mão. Mas o golo, longe de quebrar o ânimo dos comandados de Zidane, deu-lhes ainda mais vontade de demonstrar que esta equipa nunca se dá por vencida.

Cumpridos os 20 minutos, a bola e as ocasiões passaram a ser dos madridistas. Hazard viu a desmarcação de Benzema, que deu a volta com uma manobra preciosa e obrigou Ederson a brilhar. Um minuto depois foi o belga que tentou com um potente remate de pé esquerdo que encontrou pela frente outra grande resposta do guarda-redes do City. O Madrid estava perto do empate, que chegou seis minutos mais tarde. A jogada nasceu nos pés de Rodrygo, que inventou um bonito auto passe e posteriormente centrou com conta, peso e medida para a cabeça de Benzema, que fez o 1-1.

Tudo por resolver
Com o 1-1 chegou-se ao intervalo, apesar de que a equipa da casa podia ter marcada com um disparo de Foden aos 42’ que passou a escassos centímetros da baliza madridista e com um canto directo de De Bruyne, que resolveu Courtois. Tão eficiente esteve o guardião madridista na primeira oportunidade após o recomeço, que foi um frente a frente com Sterling aos 47’.

Golo decisivo
Zidane fez entrar aos 61’ Asensio para o lugar de Rodrygo. O encontro ficou mais agitado. Benzema tentou aos 64’ com um disparo que terminou mas mãos de Ederson, e na resposta imediata do City, Courtois voltou a brilhar a disparo de Gabriel Jesús na pequena área. Os mesmos protagonistas encontraram-se na jogada seguinte, mas nesta ocasião o brasileiro colocou na frente a sua equipa. O Real Madrid necessitava de dois golos para passar. Modric esteve perto de fazer o primeiro aos 70’, mas o seu disparo acertou em Gündogan, que estava sobre a linha de golo. A equipa continuou a tentar mas o Manchester City soube manter a bola para defender a sua vantagem.
Pesquisar