EmiratesAdidas
Valencia - Real Madrid

2-1: O líder perde em Mestalla

Ver galeria

CRÓNICA | 22/02/2017 | Alberto Navarro

O Real Madrid não conseguiu pontuar no primeiro dos dois jogos da Liga em atraso.
  • La Liga
  • Jornada 16
  • 22/02/2017
Mestalla
2
1
Apesar de ter dominado o jogo, o Real Madrid caiu em Mestalla. Foi decisivo o início do jogo, onde o líder sofreu dois golos em menos de dez minutos. Zaza controlou de costas para a baliza aos 5’ e disparou à meia volta não dando hipótese a Keylor Navas. O golpe foi duplo porque quatro minutos mais tarde, num rápido contra-ataque, Orellana aumentou a vantagem. 

O Real Madrid tinha que reagir e quando se cumpria o quarto de hora podia ter feito golo. Cristiano Ronaldo controlou na área, fugiu à marcação com uma bicicleta e rematou. A bola passeou pela linha de golo, e James um pouco de lado disparou, mas Munir entre os postes despejou o esférico. Os brancos continuavam a atacar e Benzema, de zona frontal, obrigou Diego Laves a brilhar aos 21’.

Marcou Cristiano Ronaldo
O jogo era de parada e resposta. Parejo, de livre, teve como resposta uma grande estirada de Keylor Navas aos 30’, e nove minutos depois foi a vez dos visitantes. Centrou Carvajal e a bola terminou nas mãos no guarda-redes da casa depois do pormenor de Cristiano Ronaldo, que rematou de calcanhar. O português estava muito activo e antes do descanso reduziu a desvantagem. Assistiu Marcelo aos 44’ e Ronaldo antecipou-se a todos para colocar a bola no fundo das redes de cabeça. 

O REAL MADRID MARCA HÁ 43 JOGOS CONSECUTIVOS.

Com o Valência metido atrás e o Real Madrid a pressionar muito alto e a recuperar rápido o esférico, foi como começou a segunda parte. A pressão madridista na procura do empate era total e estiveram perto de o conseguirem os brancos aos 52’ após o disparo de Marcelo. Diego Alves defendeu a dois tempos. 

Não apareceu o empate
Bale substituiu James dez minutos depois e os brancos continuavam na busca do empate. Quase acontecia aos 85’. O centro remate de Lucas Vázquez, que minutos antes tinha entrado para o lugar de Modric, passou a escassos centímetros do poste. Também podia ter marcado Ramos de vólei aos 89’, mas o esférico não acertou na baliza por pouco. A falta de pontaria estava a condenar o Real Madrid, sendo prova disso a última oportunidade do jogo. Centrou Marcelo e o remate de cabeça de Cristiano Ronaldo roçou a trave.  

 

Buscar