EmiratesAdidas
Celta de Vigo - Real Madrid

2-4: Bis de Chicharito para continuar na luta pela Liga

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 26/04/2015 | Alberto Navarro (Vigo) | FOTÓGRAFO: Helios de la Rubia

Kroos e James marcaram os outros golos do Real Madrid, que concluiu contra o Celta a semana em cheio. 
  • Liga BBVA
  • Jornada 33
  • Dom, 26 Abr
Balaídos
2
4
O Real Madrid continua fiel no empenho de ganhar os dez últimos jogos da Liga, e nos Balaídos cumpriu metade do objectivo. Já são cinco as vitórias conseguidas, e outros cinco os encontros que tem pela frente para ganhar o duelo que mantém com o Barcelona pelo campeonato. E a tarefa complicou-se desde o início. Nolito adiantou o Celta ao minuto 9 após jogada pessoal. 

Conscientes do que estava em jogo, os brancos não se amedrontaram num estádio rendido à sua equipa, e sete minutos mais tarde igualaram o resultado. O início da jogada lembrou muito a que deu a passagem dos madridistas às meias-finais da Champions League. Cristiano Ronaldo combinou com James, este esperou o tempo exacto e devolveu o passe ao português. O passe atrasado do luso não encontrou finalizador, mas Kroos aproveitou o ressalto para colocar a bola no fundo das redes. 

O empate
Os madridistas já tinham ultrapassado a pressão inicial dos da casa, e inclusivamente podiam ter-se adiantado aos 20’ se o disparo de longe de Cristiano Ronaldo tivesse acertado na baliza que Sergio tinha abandonado para despejar a bola no frente a frente com Chicharito. Foi precisamente o mexicano o protagonista do segundo tento visitante. Controlou a bola a trinta metros da área e combinou com James em duas ocasiões, antes de surpreender o guarda-redes do Celta, que talvez esperasse por um centro em vez do remate.

SEGUNDO GOLO DE KROOS COM O REAL MADRID. 

Pouco durou a alegria. Apenas quatro minutos. Os que necessitou o Celta  para surpreender no contra-ataque. Orellana assistiu e Santi Mina superou Casillas no frente a frente para marcar depois do remate acertar no poste. O jogo estava emocionante. Estava a ser vibrante. A resposta dos azul celeste contra o campeão da Europa 

Nova reacção dos visitantes 
A melhor prova de que não havia tréguas no jogo nos instantes finais da primeira parte. Quando parecia que mais nada podia acontecer, um disparo ao poste de Cristiano Ronaldo aos 41' e um novo golo dos visitantes três minutos mais tarde. O contra-ataque foi fulgurante. Cristiano Ronaldo conduziu a bola, Chicharito deixou a marca na jogada e James aproveitou a assistência do luso para bater Segio com um disparo que desviou antes em Fontás. 2-3 e toda a segunda metade pela frente. 

Chicharito foi novamente decisivo
Não mudou nada o jogo depois da passagem pelos balneários. Duas equipas galvanizadas e um grande espectáculo sobre o relvado. As ocasiões sucediam-se e os madridistas podiam inclusivamente ter aumentado a vantagem aos 55', mas Isco não conseguiu acertar na baliza isolado frente ao guarda-redes dos locais.   

A sentença 
E o Real Madrid terminou com qualquer esperança de reviravolta aos 69’. Espectacular Ramos, que correu vinte metros com a bola nos pés e inventou um grande passe com a parte exterior do pé, e Chicharito ainda melhor, dominou magistralmente e definiu na perfeição. 

Daí até final, os madridistas souberam gerir a vantagem para concluir uma semana em cheio, na qual se qualificaram para as meias-finais da Champions League, e somaram os três pontos num estádio tão complicado como os Balaídos. 

Pesquisar