LazoGanadores de Champions LeagueOtro
Presentación de Rüdiger como nuevo jugador del Real Madrid

Rüdiger: “Este clube é muito grande e gosto de sentir essa pressão”

NOTÍCIA. 20/06/2022

“No Real Madrid o mais importante é ganhar, e fica demonstrado ao longo dos anos com muitos títulos e Champions”, referiu o defesa.
 

Depois de ser apresentado como novo futebolista do Real Madrid, Antonio Rüdiger compareceu na sua primeira conferência de Imprensa. O defesa alemão começou por afirmar: "Aqui o mais importante é ganhar, e isso é demonstrado ao longo dos anos, nos quais se conquistaram muitos títulos e Champions. Apesar de existirem dúvidas fora do clube, o Real Madrid foi capaz de consegui-lo e foi incrível".

"O jogo que fiz no Bernabéu pelo Chelsea foi muito especial, muito intenso. Foi a primeira vez que joguei no Santiago Bernabéu. Para a equipa o jogo foi muito bom e para mim foram emoções incríveis. Depois do terceiro golo continuava a haver um ambiente muito positivo. Saí com muito boas emoções e é incrível poder agora jogar num clube assim".

O que pode trazer para a defesa do Real Madrid?
“O Real Madrid tem muitos e bons jogadores, em particular na minha posição, mas sinto-me bastante confiante. Poderei ajudar com a minha competitividade, algo muito saudável para qualquer equipa e que nos motiva a continuar a lutar. É um desafio muito interessante".
 
Experiência noutras Ligas
“Foi maravilhoso ter tido a oportunidade de jogar em várias ligas. A Liga alemã é muito física, em Itália é um país muito táctico e é importante controlar cada jogo. Na Premier League temos de disputar muitos jogos e todos com grande intensidade. É uma Liga muito física. Na Liga espanhola há um futebol muito bom, com muita pressão, será para mim um desafio e estou muito emocionado".
 
O que representava o Real Madrid na infância?
“Recordo o Ronaldo Nazário, foi o meu ídolo. Toda a gente queria ser avançado e ser como o Ronaldo. ZIdane também; marcou um golo incrível na final da Champions".
 
Escolha
“A primeira vez que existiu um contacto entre o Madrid e o meu empresário foi em Setembro do ano passado. A segunda vez que falei directamente com Ancelotti foi em Abril. A minha conversa com ele foi o momento mais importante e foi aí que tomei a decisão de jogar neste clube. Ele disse que me queria aqui, que acreditava em mim e que posso ajudar muito a equipa. Na minha idade, isso já é suficiente. Estamos a falar de Ancelotti. É sabido que o Madrid se destaca pela competência e estou pronto para lutar pelo meu lugar".
 
Contacto com antigos companheiros
“Por vezes, alguém procura falar connosco e convener-nos, mas são decisões que têm de ser tomadas por cada um, mas não falei com os jogadores que aqui estão e com os quais já joguei no passado".
 
Adaptação
“Comigo é fácil o relacionamento fora do campo. Gosto muito de conversar, rir, dançar, mas dentro do campo sou muito sério e não gosto de brincar. O contributo que posso dar no balneário é de alguém que é lutador e gosta de liderar. Mas primeiro tenho de aprender o idioma, que é muito importante, e depois venha o resto. Procurarei aprender a falar espanhol o mais depressa possível".
 
Qual o defesa do Madrid que mais o marcou?
“Há defesas de altíssimo nível, mas se tiver que eleger apenas um será o Pepe. Tem características que me encantam. E, pelo que sei, é excelente pessoa fora do campo e dentro do campo é um monstro".
 
Quão difícil foi disputar o jogo da Champions contra o Real Madrid?
“Sinceramente foi fácil. Nada estava ainda decidido naquela altura. Mesmo que estivesse, o importante é sermos profissionais e nesse momento o meu objectivo era eliminar o Real Madrid. Fizemos tudo para que isso acontecesse, mas não foi possível".
 
Remontadas do Real Madrid
“Aquilo que o Real Madrid conseguiu este ano na Champons não é fácil de descrever. Foi incrível. Obviamente que quando se jogou a final, já sabia que iria jogar no Real Madrid. Estava a torcer por eles e fiquei entusiasmado por terem ganho. Defrontei o Liverpool pela minha equipa e queria ganhar. Na próxima época quero continuar a lutar por mais títulos".
 
Alguma pressão por estar no maior clube da história?
“Ao fim e ao cabo é um grandíssimo clube. Sinto-me um felizardo por estar aqui e poder fazer o que gosto. É uma pressão que acabo por gostar".
 
Número 22
“Em geral, gosto do número 2. É o número do Carvajal. Tinha de escolher o 12 ou o 22, e escolhi o 22. Não pensei muito. Gosto deste número".
 
Interesse de outros clubes e a decisão de Mbappé
“Houve interesse por parte do Barça, mas disse ao meu irmão que queria jogar no Real Madrid e em mais lado nenhum. Quanto ao Mbappé, não o conheço muito bem. Estou contente por estar aqui e cada qual toma as suas deciões".

Estilo de jogo
“A rapidez como defesa é hoje em dia muito importante, devido à existência de muitos avançados muito rápidos e ágeis. Por isso, importa pressionar e ser capaz de contrariar os avançados".
 
Como reagiu a família à contratação?
“A minha família esta encantada com esta oportunidade, porque sabe da grandeza deste clube. Não percebem muito de futebol, mas percebem bem onde está o Real Madrid. Foi uma decisão muito fácil".
 
Possível estreia num Clássico
“É o jogo mais importante em Espanha. E apesar de ser um amigável de pré-temporada é para ganhar. Estou muito animado por poder disputar esse jogo, em vez de assistir pela televisão".
 
Diferenças entre jogar no Chelsea e no Madrid
“Não gosto de fazer comparações entre clubes, por que cada um em que joguei foi muito importante na minha trajectória profissional. No caso do Madrid, existe muita pressão que não se pode evitar e há que procurar desfrutar dessa pressão".

 
A apresentação da sala da Junta Directiva
“Fiquei impressionado ao ver todas aquelas taças que te ensinam qual é o único objectivo deste clube, que é vencer, e quero ser parte integrante disto".
 
Butragueño: “É uma honra contar com um jogador cuja trajectória é brilhante”
Rüdiger esteve acompanhado na conferência de Imprensa por Emilio Butragueño. O director das Relações Institucionais do Real Madrid foi o primeiro a usar da palavra: "Querido Antonio, para nós é uma honra contar com um jogador como tu, com uma trajectória tão brilhante. Estamos certos que nos vais ajudar a conseguir superar os desafios que marcam cada temporada. A partir de agora, o Real Madrid é a tua casa e desejamos, a ti e à tua família, que sejam muitos felizes aqui. Parabéns, bem-vindo e muita sorte".
 

Pesquisar