EmiratesAdidas
Espanyol - Real Madrid

0-1: O Madrid aumenta a sua vantagem na liderança

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 28/06/2020

Vence o Espanhol com um golo de Casemiro após uma espectacular assistência de calcanhar de Benzema e ganha dois pontos ao segundo classificado.
  • La Liga
  • Jornada 32
  • Dom, 28 Jun
Estadio RCDE Stadium
0
1
O Real Madrid somou diante do Espanhol a sua quinta vitória consecutiva e lidera a Liga com dois pontos de vantagem sobre o Barcelona a seis jornadas do final. O golo que marcou Casemiro mesmo antes do descanso foi decisivo, mas ficará na memória o calcanhar com que o assistiu Benzema.

O encontro começou a um ritmo alucinante e a primeira ocasião foi para o conjunto da casa após um rápido contra-ataque finalizado por Darder, que encontrou Carvajal pela frente no seu remate da marca de penálti. Cinco minutos depois foi Casemiro quem esteve muito perto de surpreeender Diego López desde o seu meio campo. As oportunidades continuavam a aparecer. Voltou a rematar aos 10’ Casemiro, desta vez com o pé esquerdo e com força, e Ramos, de cabeça, não acertou na baliza na cara do golo. A resposta do Espanhol chegou aos 24’. O disparo de Wu Lei, que se isolou diante de Courtois, saiu por cima.

Obra de arte de Benzema
O Real Madrid tomou conta do jogo e parecia que era uma questão de tempo até se adiantar no marcador. Tentou Benzema dentro da área com um bonito remate em arco que obrigou Diego López a brilhar aos 36’. O guarda-redes voltou a ser decisivo aos 44’ ao despejar para canto um vólei de Hazard da marca de penálti após uma série de ressaltos. Mas um minuto depois apareceu a jogada que mudou o jogo. Ramos desviou com a cabeça e Benzema, dentro da área, recebeu algo descaído. O francês, de costas, viu a desmarcação de Casemiro e inventou um detalhe técnico de génio. Um toque de calcanhar com que assistiu por entre as pernas de Bernardo o brasileiro, que fez o 0-1.

O REAL MADRID É A EQUIPA QUE SOMOU MAIS PONTOS FORA: 28.

O golo causou danos irreparáveis ao Espanhol e deu tranquilidade ao Real Madrid, que esteve perto de aumentar a vantagem no regresso dos balneários. Centrou Isco aos 51’ e Benzema, no segundo poste, esteve quase a surpreeender Diego López com um complicadíssimo remate no ar. Minutos depois Zidane fez entrar Vinicius Jr. e Rodrygo para os lugares de Isco e Hazard.

Segundo jogo consecutivo sem sofrer golos
O Real Madrid, muito sério, soube manter a vantagem obtida até final, apenas concedeu ocasiões ao seu adversário e demonstrou porque é a equipa menos goleada da Liga e o visitante mais forte da competição. Terminou sem sofrer golos pelos segundo jogo consecutivo e faltam 6 finais pela frente.

Pesquisar