EmiratesAdidas
Valencia - Real Madrid

1-3: Na final da Supertaça de Espanha

GaleriaVideo

CRÓNICA | 08/01/2020 | Javier Vázquez | FOTÓGRAFO: Víctor Carretero/Antonio Villalba

O Real Madrid elimina o Valência com um golo olímpico de Kroos, um tento de Isco e outro espectacular de Modric.
  • Supertaça de Espanha
  • meias-finais
  • Qua, 08 Jan
Estadio Rey Abdullah de Yeda
1
3
Dérbi ou Clássico. É o que espera o Real Madrid, que já está na final da Supertaça de Espanha e lutará no domingo por ser o primeiro a levantar um título que estreia formato e que a confirmar-se será o décimo primeiro da história madridista. Tudo graças a uma clara vitória sobre o Valência no encontro das meias-finais, que os homens de Zidane dominaram de princípio a fim e carimbaram a sua superioridade com um golo olímpico de Kroos, outro tento de Isco e um esplêndido de Modric.

Madrid dominou desde os minutos iniciais, nos quais monopolizou a posse da bola. Casemiro e Valverde tentaram o golo de fora da área, mas foi Varane quem mais perto esteve de fazer o primeiro, com uma cabeçada à boca da baliza que Domènech afastou. Aos 15', a equipa merecia o golo e então Kroos inventou um lance de génio para colocar o 0-1 no marcador. Como habitualmente, o alemão preparava-se para apontar um canto à procura de algum companheiro na área, mas viu o guarda-redes mal colocado e decidiu rematar, obtendo um golo olímpico inesquecível.

Superioridade
Com o resultado desfavorável, o Valência teve de se lançar em busca do empate e a sua primeira oportunidade veio por Gameiro à meia hora de jogo. Foi uma miragem, já que a partida estava conforme queriam os homens de Zidane e assim surgiria o segundo golo do jogo. Isco (39’), muito atento na área, concluiu uma grande jogada entre Valverde, Carvajal e Modric. De seguida, o malaguenho podia ter sentenciado o encontro, mas a sua cabeçada foi ao poste. Na segunda jogada, Domènech salvou a sua equipa frente a Jović antes do intervalo.

O MADRID DISPUTARÁ A SUA DÉCIMA QUINTA FINAL DA SUPERTAÇA DE ESPANHA.

Na segunda parte, as coisas não se alteraram e Isco podia ter bisado após uma grande acção individual, aos 57'. Depois, Valverde disparou às malhas laterais. A percentagem de posse de bola passava dos 60% para o Madrid, que recuperava rapidamente o esférico, muito alto, e acabou por sentenciar.

Qualidade de Modric
No 0-3, Modric entrou na área e simulou com uma pedalada, colocando depois a bola fora do alcance do guardião valencianista com um gesto técnico de superior qualidade executado com a parte de fora do pé direito. Voltaram Marcelo (71’) e James (77’), que entraram em campo na recta final do encontro, com Parejo a reduzir a desvantagem nos descontos, de penálti. Agora resta esperar pelo resultado da outra meia-final para saber se será o Barcelona ou o Atlético de Madrid o adversário com quem o Madrid disputará o título.

Pesquisar