EmiratesAdidas

Real Madrid - Liverpool

3-1: O Madrid já tem a Décima Terceira

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 26/05/2018 | Javier García (Kiev)

Dois golos de Bale, o primeiro numa impressionante bicicleta, e outro de Benzema dão a vitória frente ao Liverpool e a terceira Champions consecutiva dos blancos.
  • Champions League
  • Final
  • 26/05/2018
Estádio Olímpico de Kiev
3
1
Treze vezes rei da Europa. A lenda do melhor clube da história continua. O Real Madrid conquistou em Kiev a terceira Champions consecutiva ao superar o Liverpool por 3-1. A marca que esta geração de futebolistas dirigidos por Zidane está a deixar já é eterna. Os anos vão passar e sempre se falará do actual Real Madrid como uma das grandes equipas de todos os tempos. Bale foi o grande protagonista da final, após entrar em campo com empate a um e resolver com dois tentos, um deles numa bicicleta para a história. Benzema foi quem se encarregou de inaugurar o marcador para os madridistas e Mané fez o tento inglês.  
 
O jogo arrancou com um ritmo pausado e muito respeito entre os dois conjuntos. O Real Madrid tentava elaborar desde trás e o Liverpool procurava transições rápidas para os seus atacantes. Uma delas esteve quase a ser aproveitada por Mané aos 7’, mas cortou bem Varane. Pouco depois apareceu o primeiro disparo madridista, obra de Marcelo, que saiu desviado. Com as duas equipas bem posicionadas tacticamente, o perigo apenas chegava aproveitando erros adversários. Desta forma, aos 15’, Carvajal roubou uma bola no centro do campo e combinou com Cristiano, que realizou um potente disparo que saiu um pouco por cima.
 
Lesionados
Alexander-Arnold deu réplica com um tiro cruzado que obrigou à primeira estirada de Keylor Navas. O azar bateu à porta das duas equipas em forma de lesão. Salah e Carvajal tiveram que abandonar a final. Nacho ocupou o lugar do lateral blanco. Os últimos minutos do primeiro período foram madridistas. Aos 43’, Karius desviou uma grande cabeçada de Cristiano e Benzema marcou na recarga, mas o árbitro anulou o golo por fora de jogo. Mesmo antes do descanso, Nacho disparou à lateral da rede e Benzema tentou a sorte de fora da área, mas o jogo continuou empatado.  

ZIDANE É O PRIMEIRO TREINADOR DA HISTÓRIA A GANHAR TRÊS TAÇAS DOS CAMPEÕES EUROPEUS CONSECUTIVAS. 

A segunda parte arrancou como terminou a primeira, com o Real Madrid decidido a fazer golo. Isco podia ter marcado após recolher uma bola perdida dentro da área e disparar à trave. O 1-0 chegou aos 51’: Karius tenta lançar imediatamente com a mão e Benzema, muito rápido, corta com o pé direito e desvia a trajectória da bola colocando-a no fundo das redes. No entanto, a alegria durou apenas quatro minutos, já que um canto marcado pelo Liverpool terminou em golo de Mané depois de Lovren tocar de cabeça. O jogo estava muito mais aberto, e de novo Isco teve a oportunidade de adiantar os blancos, mas encontrou pela frente o guarda-redes adversário. 
 
A bicicleta de Bale
Zidane
começou a mexer na equipa e fez entrar Bale. O galês, na sua primeira intervenção, aproveitou um centro de Marcelo para fazer uma tremenda bicicleta e assinar o 2-1 (64’). Um golaço para a história que levantou o Olimpiyskiy de Kiev. O Liverpool não se rendeu e respondeu rapidamente com um disparo ao poste de Mané. Enquanto isso, o Madrid podia matar o jogo no contra-ataque e Cristiano esteve perto de o fazer aos 74’, mas Robertson salvou.
 
O encontro continuou aberto até final. O Liverpool procurava o empate, mas eram os jogadores de Zidane quem desfrutavam das melhores oportunidades de golo. Benzema, depois de um grande centro de Bale, obrigou Karius a empregar-se a fundo aos 81’. Dois minutos mais tarde, o galês sentenciou com um disparo de fora da área que o guarda-redes da equipa inglesa não conseguiu despejar. A partir daí, o grito “campeones, campeones” ecoou nas bancadas de Kiev. A Décima Terceira já é nossa.

Buscar