EmiratesAdidas
Real Madrid - Gremio

1-0: Sexto Mundial de Clubes!

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 16/12/2017

Um golo de livre de Cristiano Ronaldo contra o Grêmio dá o quinto título de 2017 ao Real Madrid, que revalida em Abu Dabi a condição de campeão mundial. 
  • Mundial de Clubes
  • Final
  • Sáb, 16 Dez
Zayed Sports City Stadium
1
0
O Real Madrid proclamou-se no Zayed Sports City Stadium de Abu Dabi campeão mundial pela sexta vez na sua história. Um golo de livre de Cristiano Ronaldo nos primeiros minutos da segunda metade contra o Grêmio dá o quinto título de 2017 para assegurar o melhor ano da história do clube.  

Não foi preciso esperar muito para se ver as intenções de cada equipa. Desde o pontapé inicial que se assistiu ao campeão europeu com a posse de bola, procurando a fórmula para furar a fechada defesa adversária, mas as ocasiões demoraram a aparecer. As mais claras da primeira metade nasceram das botas de Carvajal e Modric. Geromel, sobre a linha de golo, evitou aos 20’ que o bonito vólei do lateral dentro da área desse vantagem aos blancos.

Oportunidades
Quatro minutos mais tarde podia ter marcado o croata, mas o seu disparo cruzado com o pé esquerdo não acertou na baliza por escassos centímetros. O Real Madrid cresceu com as oportunidades, começando a aparecer mais insistentemente na área adversária, mas não obteve o merecido prémio e chegou-se ao intervalo sem golos. 

O REAL MADRID É A PRIMEIRA EQUIPA QUE CONQUISTA DOIS CAMPEONATOS DO MUNDO DE CLUBES CONSECUTIVOS. 

O guião não se alterou após a passagem pelos balneários ao contrário do resultado, que mudou aos oito minutos do recomeço. O tento foi de bola parada e foi obra de Cristiano Ronaldo que transformou um livre, fazendo o esférico passar por um pequeno buraco na barreira. O melhor marcador da história da competição voltou a deixar a sua marca. 

Modric, ao poste
O encontro já estava de feição ao campeão europeu e a vantagem podia ter aumentado aos 58’ na sequência de outro golo de Cristiano Ronaldo, mas o árbitro anulou por fora-de-jogo prévio de Benzema. Os blancos estavam cada vez mais confortáveis sobre o relvado e as ocasiões continuavam a aparecer. Disparo de Modric de zona frontal aos 64’ mas o poste evitou o 2-0.

Os minutos passavam, e o Real Madrid longe de passar por apuros, continuava a atacar. Excepcional contra-ataque de Ramos, e Marcelo, com uma prodigiosa estirada ao tiro cruzado de Cristiano Ronaldo, evitou o bis do português aos 82’. Um minuto mais tarde foi Bale, que tinha substituído Benzema, que tentou e obrigou o guarda-redes brasileiro a brilhar após o bonito disparo do galês com a parte exterior do pé. O Real Madrid vai continuar a envergar o símbolo de campeão mundial por mais um ano, o segundo consecutivo. 

Pesquisar