EmiratesAdidas
Barcelona - Real Madrid

1-1: O líder empata o Clássico com um golo de Ramos

Ver galeria

CRÓNICA | 03/12/2016 | Alberto Navarro (Barcelona) | FOTÓGRAFO: Helios de la Rubia/Ángel Martínez

O tento de cabeça do capitão nos últimos minutos prolonga para 33 o número de jogos sem perder do Real Madrid. 
  • La Liga
  • Jornada 14
  • Sáb, 03 Dez
Camp Nou
1
1
Nos grandes jogos e nos últimos minutos aparece sempre Sergio Ramos. Assim, com o nome do capitão do Real Madrid, deveriam ser chamados os minutos que vão desde o minuto 90 até ao apito final do árbitro. Não merecia perder o Real Madrid este Clássico tão igualado, e não perdeu graças a uma grande cabeçada no último minuto. Os brancos estão há 33 jogos invictos, mantêm a distância de 6 pontos para o Barcelona e aumentam para 7 para o Sevilha. 

A primeira parte foi dos brancos e correu com muito ritmo e poucas ocasiões claras de golo. As melhores foram para os madridistas, sobretudo na parte final. No minuto 3, o árbitro não castigou com penálti um derrube de Mascherano sobre Lucas Vázquez. Com um Real Madrid muito sólido e o meio campo controlado na perfeição por Modric, Kovacic e Isco, o Barcelona não chegava à área madridista com facilidade.

Ocasiões para os visitantes
Pelo contrário, o líder apertou nos últimos instantes e podia ter marcado aos 37’, mas o disparo de pé esquerdo de Cristiano Ronaldo, na sequência de uma grande jogada individual, foi despejado para canto por Ter Stegen. Os mesmos protagonistas um minuto depois. Passe longo de Modric para Lucas Vázquez, este combinou com o luso que em dois toques ultrapassou dois defesas adversários, com um túnel a Mascherano incluído, mas encontrou pela frente o guarda-redes da equipa da casa com o seu remate já algo pressionado.
 
Não acabaram aí as jogadas de perigo dos brancos, que aos 44’ tiveram um ocasião dupla. Benzema fez um centro perigoso, e Piqué, in extremis, enviou a bola para canto. Isco marcou o canto e o remate de cabeça de Varane terminou nas mãos de Ter Stegen.

O REAL MADRID É O ÚNICO QUE MARCOU EM TODOS OS JOGOS DA LIGA.

Não podia começar de pior forma a segunda metade. Neymar marcou uma falta aos 53’, e Luis Suárez marcou de cabeça. Havia que dar a volta novamente em Camp Nou. E a bola estava cada vez mais tempo em poder do Real Madrid, apesar de Neymar ter podido aumentar a vantagem aos 68’. O disparo quando estava isolado saiu por cima. 
 
O golo deu alento à equipa da casa, que jogava mais perto da área adversária. Os minutos passavam e o Real Madrid não tinha soluções. Podia ter aproveitado Messi aos 82’, mas o seu disparo saiu para fora no frente a frente com Keylor Navas.  

Ramos volta a aparecer
Nos últimos minutos, o Real Madrid dominou o adversário, e aos 90’ obteve o merecido golo. Os protagonistas foram os mesmos de Lisboa, aquando da conquista da Décima. Modric marcou o livre e Sergio Ramos, imperial, marcou com uma grande cabeçada. Nos descontos, Casemiro desviou em cima da linha um remate de cabeça de Sergi Ronerto. O Real Madrid somou um importante ponto em Camp Nou e já pensa no último jogo da Fase de Grupos da Champions contra o Borussia Dortmund.
 

Pesquisar