EmiratesAdidas
Sporting - Real Madrid

Ramos: “Na segunda parte tivemos mais iniciativa mas não resolvemos o jogo”

NOTÍCIA | 23/08/2015

“Não é a melhor forma de começar, mas não vamos baixar os braços e vamos continuar a trabalhar”, disse Varane.
Sergio Ramos partilhou a suas sensações sobre a equipa: “Está claro que a primeira parte não foi boa, e na segunda a equipa teve mais posse de bola, iniciativa, mas as ocasiões não resultaram em golo e não conseguimos resolver o jogo”.

“Verifica-se que há equipas que têm mérito para estar na Primeira, e que vai ser muito complicado ganhar em qualquer campo. Temos que continuar a melhorar e gostávamos de ter conseguido os três pontos. Não temos que tirar o mérito ao adversário. Realizaram uma boa pressão alta, sobretudo na primeira parte”.

Potencial ofensivo
“Na pré-temporada verificou-se que o Real Madrid marca golos. Há que continuar a trabalhar e pensar nos próximos jogos. Somos o que somos e com este plantel temos que continuar em frente para voltar a dar alegrias com o nosso jogo”.

El Molinón
“É um estádio onde os adeptos respondem sempre, e campos com este tipo de ambiente agradam-me”.

Danilo: “Faltou-nos um pouco de sorte”
Estamos conscientes que não entramos a 100% e na segunda parte rematamos muitas vezes mas a bola não quis entrar, faltou-nos um pouco de sorte". 

Varane: "Faltou-nos pontaria para fazer golo".

"Temos que continuar a lutar com força para conseguir a vitória nos próximos jogos”.

Varane: “Não podemos baixar os braços, vamos continuar a trabalhar”
“Não é a melhor forma de começar, mas não vamos baixar os braços e vamos continuar a trabalhar. Faltou-nos pontaria para marcar um golo. Defrontamos um bom Sporting de Gijón e jogamos mal, estivemos bem na defesa, apesar de podermos melhorar e continuar a crescer tanto defensiva como ofensivamente”.

“Faltou-nos um bocadinho de pontaria e de ritmo na primeira parte para encontrar espaços e causar estragos na defesa adversária. Na segunda jogamos com mais intensidade e o Sporting de Gijón quebrou fisicamente, deixando mais espaços, por isso atacamos mais”.
 

Pesquisar