1. Close
    Classic MatchCorazón Classic Match 2019
    vivê-la emSantiago Bernabéu
    Real Madrid LeyendasReal Madrid Leyendas
    vs
    Chelsea LegendsChelsea Legends
    Informação do jogo
    Classic Match, Corazón Classic Match 2019
      Santiago Bernabéu
     06/23/2019

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

    Real Madrid - Atlético de Madrid

    2-2: O Real Madrid tentou até ao fim

    Ver galeriaVer video

    CRÓNICA | 15/01/2015 | Alberto Navarro

    Ramos e Ronaldo marcaram os golos dos brancos, que se esforçaram para dar a volta à eliminatória.   
    • Taça do Rei
    • Oitavos-de-final (segunda mão)
    • 15/01/2015
    Santiago Bernabéu
    2
    2
    O Real Madrid merecia mais. Os brancos tentaram até ao fim e dominaram o encontro, mas não conseguiram dar a volta à eliminatória. Tudo ficou mais complicado na primeira jogada do encontro. Griezmann fugiu em velocidade e passou para Torres, que bateu Navas da marca de pénalti. A partir desse momento, e com uns compridos 89 minutos pela frente, o jogo tornou-se num cerco e assédio do Real Madrid. Os brancos controlaram a posse de bola e remeteram o Atlético de Madrid para o seu meio campo.

    Com este panorama, pouco demorou para Oblak salvar a sua equipa. Carvajal centrou aos 5' e o remate de cabeça de Bale foi defendido pelo guarda-redes. Um quarto de hora mais tarde, Sergio Ramos demonstrou o seu poderio nas alturas e deixou claro que esta equipa não se rende. Kroos marcou a falta, Oblak e Godín chocaram e o hoje capitão madridista, aproveitou para marcar com a cabeça.  

    O Bernabéu entusiasmou-se e o Real Madrid continuou a aparecer na área adversária com muito perigo. Mario Suárez, entre os postes aos 23', evitou o segundo golo num disparo de Cristiano Ronaldo. Não havia tempo para respirar. Não deixavam os constantes ataques dos brancos. E a primeira metade, com 72% de posse de bola para os pupilos de Ancelotti, terminou com os madridistas na área adversária. O disparo de Marcelo de zona frontal aos 44' foi defendido por Oblak.  

    Mais presença na área adversária 
    Se o Real Madrid não foi bafejado pela sorte na primeira jogada do desafio, ainda mais cruel foi o início da segunda metade. O protagonista foi novamente Torres, que bateu outra vez Navas no primeiro minuto. A tarefa complicava-se ainda mais, mas tinha que aparecer Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo. Bale centrou ao segundo poste aos 54' e o português cabeceou de forma a que Oblak não alcançasse o esférico. 2-2 e mais de 35 minutos pela frente para marcar três golos. 

    Não seria por falta de ataques. Até 17 remates dos locais foram contabilizados no final do encontro, mas a falta de pontaria evitou que os brancos marcassem mais algum golo. Tal como aconteceu na última jogada do encontro, na qual a bola chegou devagar às mãos de Oblak num remate de Isco. O tremendo esforço do Real Madrid merecia melhor recompensa. 
    Buscar