EmiratesAdidas
Cornellà - Real Madrid

1-4: O campeão em título encaminha a passagem aos oitavos

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 29/10/2014 | Alberto Navarro

O bis de Varane e os golos de Chicharito e de Marcelo contra o Cornellá, garantiram a décima vitória consecutiva dos brancos. 
  • Taça do Rei
  • 16 avos-de-final (Primeira mão)
  • Qua, 29 Out
Power8 Stadium
1
4
Não podia correr melhor a estreia do Real Madrid na caminhada para revalidar a conquista da Taça do Rei. Os brancos golearam o Cornellá no Power8 Stadium, deixaram resolvida a eliminatória e a passagem aos oitavos, e somaram a décima vitória consecutiva. Adiantaram-se cedo no marcador. Logo aos dez minutos. James marcou o canto e Varane saltou mais alto que todos e fez de cabeça o 0-1. 

Pouco durou a alegria dos visitantes, que dominavam a posse de bola e continuavam a criar as jogadas de maior perigo. O Cornellá empatou dez minutos depois, numa jogada rara de perigo. Pep Caballé ganhou a bola no ar e Josele, sem deixar cair o esférico, assistiu Óscar Muñoz, que bateu Navas. 

Varane marca novamente
Não mudou o jogo depois do golo. O Cornellá, recuado, tratava de tentar surpreender no contra-ataque, enquanto que o campeão em título arcava com as despesas do jogo. As ocasiões sucediam-se e um centro perigoso de James com a parte de fora do pé esquerdo, que Segovia despejou para canto, foi o aviso do que estava para acontecer. Isco marcou o canto aos 36' e Varane voltou a demonstrar todo o poderio no jogo aéreo. 

VARANE ESTREOU-SE A MARCAR ESTA TEMPORADA. 

O francês alcançou o primeiro bis como profissional, e demonstrou que o laboratório de Ancelotti voltava a dar frutos em lances de bola parada. Já se marcaram oito golos desta forma nesta temporada (5 na Liga, dois na Taça do Rei e outro na Champions). 

Os defesas marcaram três dos quatro golos
A segunda metade começou com um novo golpe de autoridade do campeão em título da Taça. Desta vez não foi Varane o autor do golo, mas sim Chicharito. O mexicano inventou um disparo cruzado de zona frontal, aos 53', que Segovia nada pôde fazer. Os brancos aumentavam a vantagem e voltavam a demonstrar o poderio concretizador.  

Não foi o último golo dos visitantes. Isco, antes de ser substituído por Raúl de Tomas, que se estreou em jogos oficiais, conduziu a bola e rematou de zona frontal aos 75'. Segovia despejou, mas Marcelo, bastante rápido, aproveitou a bola perdida e marcou. O brasileiro marcava assim pela primeira vez na Taça do Rei pelo Real Madrid, e garantia a goleada no décimo triunfo consecutivo dos madridistas. 

Pesquisar