EmiratesAdidas
Real Madrid - Olympiacos

82-77: O Madrid aproxima-se da Final Four depois de ganhar o segundo assalto ao Olympiacos

Galeria

CRÓNICA | 17/04/2014 | Edu Bueno

Os brancos, com nova lição defensiva e com Bourousis a liderar um conjunto de cinco jogadores com mais de dez pontos, fizeram valer o factor Palácio para viajarem até Atenas com 2-0 na eliminatória. 
  • Euroliga
  • 2 (Quartos-de-final)
  • Qui, 17 Abr 17/04/2014
Palácio dos Desportos
82
77
O Real Madrid desferiu um golpe que pode ser decisivo na eliminatória com o segundo triunfo consecutivo no Palácio frente a um Olympiacos que vendeu cara a derrota. Os comandados por Laso voltaram a ser superiores graças à entrega na defesa e aos 9 de 13 triplos na primeira parte para vencer um jogo em que à excepção dos três primeiros minutos estiveram sempre na frente, e souberam gerir a vantagem. Um Bourousis colossal (19 pontos e 10 ressaltos) comandou a artilharia ofensiva, secundado pelo quarteto Rudy, Mirotic, Sergio Rodríguez e Llull. Agora viajam até Atenas com 2-0 na eliminatória e três oportunidades para selar a passagem à Final Four. A primeira é já na próxima segunda-feira.

O Olympiacos entrou em campo com a lição estudada do primeiro jogo, e graças ao controlo dos ressaltos nos minutos iniciais e ao acerto exterior de Spanoulis e Papapetrou, travou o arranque branco. Enquanto o Madrid não começou a carburar. Equilibrou a luta dos ressaltos e começou a massacrar a dura defesa grega à base de triplos. Entraram vários, até um total de cinco (5/7), com Rudy e Mirotic (nove pontos cada um) a comandarem um parcial de 24-12 nos sete minutos seguintes (30-23, min. 10).

Os brancos já tinham percebido o funcionamento do ataque grego. Por duas vezes, a impressionante defesa madridista, esgotou o tempo de posse de bola aos visitantes nas duas primeiras jogadas do segundo período, que era um reflexo da concentração madridista. Mejri fechava com o ferrolho a zona restritiva com dois desarmes de lançamento, e o Palácio rugia com três convidados de luxo: os vencedores da Taça Xabi Alonso, Arbeloa e Pepe. No ataque, Reyes fazia de Rudy e com dois triplos e oito pontos consecutivos aumentava a vantagem para a sua equipa (41-27, min. 15).

Factor Bourousis
Mas como já aconteceu no primeiro jogo, o Olympiacos recorreu a uma defesa mais dura para parar os brancos. Aqueceu o jogo com uma falta anti-desportiva de Collins a Rudy, e contínuas provocações de Petway que se convertia no melhor homem do Olympiacos (nove pontos), juntamente com Lojeski (seis). No entanto, apareceu Sergio Rodríguez (excepcional período do base com 10 pontos e 2/2 em triplos), e Bourousis que lutou como um colosso na zona restritiva contra a dupla Dunston-Petway para responder ao adversário (53-44, min. 20). 

O Real Madrid tinha marcado até ao intervalo 9 das 13 tentativas de lançamentos triplos.

O ritmo ofensivo decaiu no terceiro período para ambas as equipas. Aproximou-se o Olympiacos num esforço produzido após o intervalo, com Spanoulis em destaque. Dois triplos seus e um cesto de Dunston reduziram a desvantagem para três pontos (55-52, min. 23). O Madrid não ficou nervoso e respondou com cabeça no ataque: Llull a dirigir (sete assistências) e com Bourousis a demosntrar porque é um dos postes mais dominadores da Europa. O grego impôs a sua lei nos dois cestos e inclusivamente terminou o espectacular período com um triplo. Printezis, com o seu lançamento peculiar, empenhava-se para que a sua equipa continuasse na luta do resultado (70-62, min. 30).

Mais na expectativa de que o adversário não marcasse, o jogo entrou na recta final, com o Madrid a controlar qualquer tentativa de reacção do Olympiacos. Os helenos ainda tinham uma palavra a dizer, e entre Lojeski e Spanoulis e a relaxação dos brancos, chegaram até aos 79-75 quando faltava um minuto para jogar. Os locais não perdoaram desde a linha de lances livres, e o Palácio voltou a viver uma grande noite europeia com outro triunfo indiscutível da equipa da casa (82-77, min. 40).

Ficha técnica
REAL MADRID 82 (30+23+17+12): Llull (11), Rudy (15), Darden (2), Mirotic (14) e Bourousis (19) --cinco inicial--; Reyes (8), Sergio Rodríguez (11), Díez (0), Mejri (0), Slaughter (2), Martín (-) e Barreiro (-).
OLYMPIACOS 77 (23+21+18+15): Mantzaris (2), Spanoulis (18), Papapetrou (4), Dunston (12) e Petway (12) -cinco inicial--; Shermadini (0), Sloukas (3), Collins (3), Simmons (0), Lojeski (13) e Printezis (10).

Pesquisar