5-2: Grande vitória e hat-trick de Benzema no regresso ao Bernabéu

Os golos do avançado francês, bem como de Vini Jr. e do estreante Camavinga, deram os três pontos ao Real Madrid, autor de uma espectacular segunda parte frente ao Celta.
Real Madrid regressou 560 dias depois ao estádio Santiago Bernabéu e fê-lo somando os três pontos contra o Celta de Vigo. O triunfo foi forjado numa segunda parte espectacular da equipa orientada por Carlo Ancelotti, que foi para o intervalo a perder por 1-2. Ao golo de Benzema na primeira parte juntaram-se, após o reatamento, mais dois do francês, um de Vini Jr. e outro do estreante Camavinga. Os madridistas são líderes e continuam sem perder na Liga.

As coisas complicaram-se desde cedo. O Celta adiantou-se no marcador aos quatro minutos. Aspas recuperou uma bola na área adversária e assistiu Santi Mina, que superou Courtois. Dois minutos mais tarde, os locais tiveram soberana ocasião de empatar. Modrić marcou um livre lateral e o remate de cabeça de Vinicius Jr. obrigou Dituro a exibir os reflexos e enviar a bola para canto. Os minutos decorriam e o Real Madrid estava cada vez mais perto da área contrária. Até que o domínio frutificou através do aparecimento do primeiro golo, aos 24'. Casemiro meteu a bola na área, Valverde fez um passe de primeira e Benzema voltou a demonstrar o faro goleador.
Durou pouco a alegria dos eleitos de Ancelotti, visto terem voltado a ficar em desvantagem seis minutos depois. O golo foi de Cervi, na recarga a um remate que fizera ao poste, e novamente após um contra-ataque visitante. Antes do descanso, Benzema marcou de cabeça aos 39', mas o tento foi anulado por fora de jogo de Casemiro. Foi um aviso para o que estava para vir, depois da recolha aos balneários. Logo após o reinício, assistência desde a ala esquerda de Miguel Gutiérrez e espectacular cabeceamento de Benzema. O Real Madrid já estava avisado e após voltar a empatar não se deixou surpreender de novo pelo Celta. Bem pelo contrário, visto ter-se adiantado no marcador aos 55'. A assistência com o pé esquerdo de Benzema para o espaço vazio foi magistral e a finalização de Vini Jr., no frente a frente com o guarda-redes, foi milimétrica. A sua velocidade causava estragos ao Celta e nova oportunidade aos 66'. Courtois lançou uma bola longa, falhou a intercepção Araújo e na sobra apareceu o brasileiro, que recolheu a bola e disparou da zona frontal, obrigando Dituro, que se atirara para o outro lado, a esticar a perna esquerda e afastar o perigo.

Camavinga estreou-se com um golo
Logo a seguir teve lugar a estreia de Camavinga, que substituiu Hazard. Não podia ter sido melhor a apresentação do médio francês, autor do primeiro golo como madridista, decorridos apenas seis minutos desde a entrada no relvado. A jogada começou em Modrić, que se desfez de dois adversários e rematou com o pé direito dentro da área. A recarga foi aproveitada pelo gaulês para facturar à vontade. Não ficou por aí o enorme recital dos madridistas na segunda metade. Ainda faltava a última pérola de Vinicius Jr. O brasileiro recebeu a bola dentro da área, parou à frente de dois rivais, fintando-os antes de ser derrubado por Denis Suárez, quando já só tinha o guarda-redes visitante pela frente. Benzema transformou o penálti para assinar um hat-trick e colocar-se em primeiro na tabela de melhores marcadores, com cinco golos. Goleada no regresso ao Bernabéu.

This browser does not support the video element.