LazoGanadores de Champions LeagueOtro

Triunfo no Clássico

CRÓNICA. 10/04/2021. Alberto Navarro. Fotógrafo: Antonio Villalba e Helios de la Rubia

Os golos de Benzema, que leva sete jogos sempre a marcar na Liga, e Kroos, deram os três pontos ao Madrid frente ao Barcelona, no Di Stéfano.

Real Madrid venceu o Clássico, marcado pela chuva e o vento forte. Os comandados de Zidane forjaram a vitória na primeira parte, na qual se adiantaram através dos golos de Benzema, com um toque precioso de calcanhar, e de Kroos, este na cobrança de um livre. Na segunda metade, Mingueza reduziu a desvantagem, mas os locais levaram três importantes pontos.

O jogo arrancou com muito ritmo. Numa ida e volta constante, o Real Madrid foi o primeiro a tentar a sorte e, à passagem do quarto de hora, Valverde iniciou um contra-ataque, passou a bola a Lucas Vázquez, que cruzou para Benzema, tendo o francês, através de um espectacular golpe de calcanhar, superado Ter Stegen. Os madridistas adiantaram-se no marcador pouco depois (28'). Na sequência de uma jogada de classe, Vinicius Jr. foi derrubado por Araujo na cabeça da área. Kroos marcou a falta e o esférico tocou nas costas de Dest e sobrou para Jordi Alba, que na tentativa de aliviar, enviou-a com a cabeça para dentro da própria baliza.

A equipa dirigida por Zidane estava a criar grandes problemas ao rival no contra-ataque e esteve perto de fazer o terceiro em mais uma rápida transição ofensiva, aos 34', iniciada por Modrić e prosseguida por Vinicius Jr., que endossou a bola a Valverde. O remate cruzado do uruguaio embateu no poste e na recaraga Ter Stegen brilhou ao travar o disparo de  Lucas Vázquez, que teve de ser substituído por Odriozola por probelmas físicos. Já dentro do tempo complementar, Messi esteve perto de marcar na sequência de um canto que terminou no poste e ainda em mais um canto em que Courtois brilhou no cara a cara com o argentino.

Segunda bola ao poste do Real Madrid
A chuva e o vento começaram a fazer-se sentir com maior intensidade, numa segunda parte em que o Barcelona encurtou distâncias aos 60', num golo apontado por Mingueza, enquanto dois minutos volvidos o Madrid voltou a ter óptima oportunidade de voltar a marcar. Centro de Vinicius Jr.,a bola bateu em Araujo e seguiu para o poste. Zidane fez entar, aos 71', MarianoIsco e Marcelo para os lugares de Benzema, Kroos e Vinicius Jr.

O jogo estava taco a taco e aos 76' a nossa equipa esteve perto de facturar, na sequência de um cruzamento de Odriozola, desviado para canto por Ter Stegen. Em cima dos 90’, Casemiro foi expulso ao ver o segundo amarelo. Era a hora de defender o resultado e assim foi nos minutos finais, ainda que na última jogada do desafio se tenha visto um disparo de Ilaix à trave. O Madrid ganhou o Clássico e o próximo objectivo é o encontro da segunda mão dos quartos-de-final da Champions contra el Liverpool (quarta-feira, 20:00, hora portuguesa).

TREZE JOGOS CONSECUTIVOS SEM PERDER

Depois da vitória sobre o Barcelona, o Real Madrid soma seis triunfos consecutivos (Elche, Atalanta, Celta, Eibar e Liverpool foram os outros rivais) e leva 13 encontros seguidos sem conhecer a derrota (11 vitórias e 2 empates).

BENZEMA MARCA HÁ SETE JOGOS SEGUIDOS NA LIGA

Karim Benzema, que soma 19 tentos na Liga, prolongou no Clássico a sua série goleadora no campeonato. Marcou nos últimos sete jogos e em nove ocasiões, tendo como vítimas Getafe, Valência, Elche e Eibar, em casa, e Atlético e Celta, fora.

Clasificação

Calendário

Timeline

O Árbitro

Gil Manzano (Comité Extremenho), auxiliado por Cebrián Devis e De Francisco Grijalba. Caparrós Hernández foi o quarto árbitro, enquanto Soto Grado (Comité Riojano) foi o árbitro VAR.

Pesquisar