EmiratesAdidas

Real Madrid - Manchester United

2-1: Vencedores da Supertaça Europeia!

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 08/08/2017 | Alberto Navarro (Skopie) | FOTÓGRAFO: Ángel Martínez/Antonio Villalba

Os golos de Casemiro e Isco derrotam o Manchester United e dão ao Real Madrid o primeiro título da temporada.
  • Supertaça Europeia
  • Final
  • 08/08/2017
Estadio Nacional Filipo II (Skopie)
2
1
O Real Madrid soma e segue, e como já tinha feito com a Champions League, revalidou o título da Supertaça Europeia. Para tal teve de vencer o Manchester United em Skopie, onde os golos de Casemiro e Isco decidiram o encontro. Quinta final que os brancos disputam com Zidane como treinador e pleno de títulos. Não se vislumbra limite aos madridistas, que começam a temporada conquistando a sua quarta Supertaça Europeia e o primeiro dos seis títulos que vão disputar. 

O primeiro quarto hora teve várias tentativas, apesar da única jogada de perigo a que se assistiu no estádio Nacional Filipo II ter sido para os madridistas. Centrou Marcelo aos 2’, o esférico bateu nas costas de um defesa e Bale, mais rápido que todos, tocou a bola antes de cair no relvado e supreendeu De Gea. Escassos centímetros separaram o galês do seu objectivo.

Casemiro, 'box to box'
A partir daí apenas existiram os brancos, e pela mão de um espectacular Casemiro, as jogadas de perigo eram mais frequentes. De um canto cobrado por Kroos aos 16’ a cabeçada do brasileiro acertou na trave. Dois minutos depois, o 14 madridista recuperou o esférico em zona frontal e rematou alto. Só estava a afinar a pontaria para o que aconteceria depois. Precioso centro de Carvajal, e o brasileiro vindo de trás, superou De Gea rematando de primeira como pé esquerdo. Segunda final consecutiva na qual marca o futebolista dos brancos.

O REAL MADRID VENCEU AS QUATRO ÚLTIMAS SUPERTAÇAS EUROPEIAS QUE DISPUTOU. 

Assim se chegou ao intervalo, apesar do Real Madrid, que merecia ter uma vantagem maior, ter estado perto de aumentar a diferença com um remate cruzado de Benzema aos 43’ que obrigou De Gea a brilhar. Da mesma forma começou a segunda metade. Perigoso remate cruzado de Kroos de zona frontal aos 48’ e grande resposta do guarda-redes do Manchester United.    

Marcou Isco    
Apesar da entrada de Rashford, que substituiu Lingard, o guião do jogo não mudou. Eram os madridistas que controlavam o jogo e Isco encarregou-se de materializar o domínio aos 52’. Recebeu em zona frontal da área, combinou de primeira com Bale para fintar dois adversários e superou De Gea com maestria no frente a frente. A Supertaça Europeia estava mais perto, apesar do Manchester United  ter reagido e ter estado perto de reduzir a desvantagem dois minutos mais tarde em duas ocasiões de Pogba e Lukaku. Demostrou grandes reflexos Keylor Navas para evitar o tento de cabeça do francês.  

Reduziu Lukaku
Continuava a atacar o campeão europeu, e quase fazia o terceiro aos 61’, mas o remate de Bale com o pé direito, depois de um passe entre linhas de Casemiro, ter abanado a trave. Matic disparou de zona frontal, Keylor Navas despejou e Lukaku aproveitou a recarga para rematar isolado e reduzir a desvantagem.

Faltava ainda quase meia hora e o conjunto inglês começava a acreditar nas suas possibilidades. Rashford isolou-se frente a Keylor Navas aos 81’, mas o guardião madridista evitou o empate de forma brilhante. Apesar de Asensio ter podido marcar nos descontos na sequência de uma jogada espectacular de Lucas Vázquez, houve que sofrer até final, mas este Real Madrid está preparado para superar qualquer dificuldade que surja. Assim são feitos os campeões, os vencedores da Supertaça Europeia.  

Buscar