1. Close
    La LigaJornada 11
    vivê-la emEstadio Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    LeganésLeganés
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 11
      Estadio Santiago Bernabéu
     10/30/2019
    21:15
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

  2. Close
    Liga EndesaJornada 6
    vivê-la emWiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Baxi ManresaBaxi Manresa
    Informação do jogo
    Liga Endesa, Jornada 6
      WiZink Center
     10/27/2019
    12:30
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Instituciones y personalidades en la despedida a Di Stéfano

Instituições e personalidades de todo mundo presentes na despedida a Di Stéfano

Ver galeria

NOTÍCIA | 08/07/2014

Representantes da política, da cultura e do desporto passaram pela câmara ardente do Santiago Bernabéu.
Numerosas personalidades e representantes de instituições marcaram presença no Santiago Bernabéu para se despedirem de Alfredo Di Stéfano. Clubes de futebol como o Benfica, o Espanhol, o Real Valladolid, o Sevilha, o Levante, o Deportivo, o Valência, o Bétis, o Almería, o Atlético de Madrid ou o Barcelona estiveram presentes para homenagear a figura da pessoa que mudou a história do futebol.

Gianni Infantino, secretário Geral da UEFA: “Todos os que gostam de futebol devem agradecer-lhe pelo que fez por este desporto". Josep María Bartomeu, presidente do Barcelona: "É uma figura universal. Perdeu-se um grande madridista e um dos maiores. A sua forma de jogar era diferente. Muitas coisas de agora são herança de Don Alfredo". Enrique Cerezo, presidente do Atlético: "Foi o número um. Não houve nem vai haver nenhum jogador que consiga jogar como ele jogava". 

Luis Filipe Vieira, presidente do Benfica: "Era muito querido por todos nós. Eusébio sempre o recordava e dizia que era o melhor da história".  Francisco Javier Catalán, presidente do Levante: “O futebol mundial tem que homenagear Don Alfredo e estar muito agradecido por tudo o que nos deu". Lendoiro: "É uma dessas pessoas únicas na vida e que ficam gravadas para sempre". 

Amadeo Salvo, presidente do Valência: “É um dos grandes e sempre será recordado em todo o mundo". José Castro, presidente do Sevilha: “Deixou a sua marca nas equipas por onde passou, mas também como adversário". Iríbar: “Era imprescindível estar aqui hoje. Era muito agradável ouvi-lo. O futebolista mais completo que já vi". 

Políticos
José Ignacio Wert, ministro da Educação, Cultura e Desporto: "Mudou o mundo do futebol e do desporto em geral". Ignacio González, presidente da Comunidade de Madrid: "Foi o maior, é indiscutível. Foi um dos melhores embaixadores que o Madrid já teve". Esperanza Aguirre, presidente do Partido Popular de Madrid: “Foi o melhor na história do futebol, o número um". 

Ana Botella: "Vamos propôr que uma rua tenha o seu nome".

Ana Botella, autarca de Madrid: "Tornou grande o Real Madrid e levou o nome da capital de Espanha a todo o mundo. O município vai propôr um espaço público, uma rua, em sua honra". José Manuel García-Margallo, ministro dos Negócios Estrangeiros: "Foi um dos melhores embaixadores da Marca Espanha. Com ele vai um pedaço da nossa infância"; Cristina Cifuentes, delegada do Governo em Madrid; Jaime Lissavetzky, porta-voz municipal do PSOE em Madrid; e Álvarez del Manzano, ex-autarca de Madrid.

Outras personalidades
Miguel Cardenal, secretário de Estado para o Desporto e presidente do CSD: "Mudou a história do desporto espanhol e fez do Real Madrid o melhor da história". Jorge Pérez, secretário geral da RFEF: “Era uma enciclopédia  do futebol”. Javier Tebas, presidente da LFP, Alejandro Blanco, presidente do COE, e o Padre Ángel também estiveram presentes. 

Carlos Bettini, embaixador argentino em Espanha: "Foi o número um como pessoa e como futebolista". José Mercé: “Recordo-o desde muito jovem. Tive a sorte de o ver em palco, sentava-me e desfrutava a ouvi-lo. É um do jogadores mais completos da história". 

Um livro de assinaturas recolhe as dedicatórias de despedida a Alfredo Di Stéfano. Além disso, a tribuna de honra foi cheia de coroas de flores procedentes das peñas madridistas, do CSD, do Ajuntamento de Madrid, da Federação Espanhola ou da embaixada argentina, e de diversos clubes de futebol. 

Pesquisar