EmiratesAdidas
Real Madrid - Espanyol

3-1: O Real Madrid fecha a Liga com uma vitória

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 17/05/2014 | Alberto Navarro

O golo de Bale e dupla marcação de Morata deram triunfo contra o Espanyol uma semana antes de afrontar a final da Champions.
  • Liga BBVA
  • Jornada 38
  • Sáb, 17 Mai
Santiago Bernabéu
3
1
O Real Madrid despediu-se do Bernabéu com uma vitória num jogo em que três dos quatro golos ocorreram nos últimos cinco minutos. A primeira parte terminou sem golos, apesar dos brancos terem dominado de forma nítida. Os números assim o demonstram. Tiveram a bola 72% do tempo e protagonizaram todas as jogadas de perigo. A primeira chegou aos 13 minutos. Marcelo centrou e Benzema, junto ao segundo poste, rematou demasiado alto com a cabeça. Os madridistas fizeram uma nova tentativa nove minutos mais tarde. Di María marcou canto e a bola aproximou-se dos pés de Ramos, mas terminou em Javi López que rematou com o pé esquerdo, embora Casilla tenha evitado o golo.

Os brancos chegavam com facilidade à baliza e com um novo canto de Ramos puderam adiantar-se no marcador. O defesa ainda tentou a sorte aos 28’, mas a bola ficou a escassos centimetros da baliza do Espanyol. Apesar de tudo, a ocasião mais clara ocorreu aos 30' de jogo. Benzema conseguiu roubar a bola a Javi López, passou por David López mas o remate voltou a ser evitado por Casilla, que dessa forma mostrou bom trabalho. O guarda-redes visitante destacou no conjunto catalão que foi para o intervalo sem sofrer golos.

O REAL MADRID NÃO VIU NENHUM DISPARO À BALIZA NA PRIMERA MITAD.

O Espanyol entrou na segunda parte mais valente. Abriu, no entanto, mais espaços que o Real Madrid aproveitou para criar ainda mais perigo e conseguir adiantar-se no marcador. Ramos, que se somou ao ataque, disparou muito alto de frente para a baliza dois minutos antes de que Bale abrisse o marcador aos 65’. Benzema recebeu e deu uma assistência ao galês, que controlou primeiro e disparou com a perna direita.

Baixas na frente
Os brancos encontrarm o caminho do golo mas a má sorte também não deixou a equipa de Ancelotti. Cristiano Ronaldo não jogou depois de retirar-se durante o aquecimento, e depois foi a vez de Benzema, que teve de ser sustituido aos 68’ ao sentir dores na perna esquerda.
Morata ocupou bem o lugar do francês quando aos 86’ ampliou as distâncias. Ramos iniciou contra-ataque, Di María asistou, pela direita e o jovem da filial rematou com sorte. A partir desse momento, o encontro entrou numa velocidade vertiginosa. Pizzi marcou o único golo dos visitantes aos 90’ e um minuto depois Morata assinou mais outro.

Outra assistência Di María
A jogada foi um duplicado da anterior com o segundo golo e foi mais uma revelação da generosidade do argentino. Os brancos despediram-se do Bernabéu com um triunfo a penar já na final da Champions League contra o Atlético. 

Pesquisar