1. Close
    Champions Leagueoitavos-de-final (Primeira mão)
    vivê-la emSantiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Manchester CityManchester City
    Informação do jogo
    Champions League, oitavos-de-final (Primeira mão)
      Santiago Bernabéu
     02/26/2020
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

    Siguiente

    Champions League21:00Real MadridvsManchester City

    Anterior
  2. Close
    EuroligaJornada 26
    vivê-la emWiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    PanathinaikosPanathinaikos
    Informação do jogo
    Euroliga, Jornada 26
      WiZink Center
     02/24/2020
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Schalke 04 - Real Madrid

1-6: Goleada ao Schalke e golpe de autoridade na Europa

Ver galeriaVer video

CRÓNICA | 26/02/2014 | Alberto Navarro (Gelsenkirchen)

Golos duplos de Benzema, Bale, que assinou uma obra de arte com o primeiro golo, e Cristiano Ronando deixam praticamente decidida a classificação para os quartos de final da Champions League.
  • Champions
  • Oitavos-de-final (Primeira mão)
  • 26/02/2014
Veltins-Arena
1
6
O Real Madrid levou o seu espetacular estado de forma à Europa e deixou praticamente decidida a eliminatória dos oitavos de final da Champions League. Se alguém duvidava que esta equipa conseguiria ganhar na Alemanha, respondeu com seis inquestionáveis golos para desfazer as incertezas. Cedo o jogo ficou favorável para os madridistas. Apenas necessitaram de 13 minutos para estrear o marcador. Cristiano Ronaldo devolveu um passe de calcanhar a Bale que foi aproveitado por Benzema, que não perdoou no frente a frente. O Schalke ainda tentou empatar, na jogada seguinte, que foi evitada em mais uma demonstração de reflexos de Casillas. Grande defesa do capitão madridista que deixou atónitas as bancadas do Veltins-Arena, onde já se cantava golo depois do tiro de Draxler.

Começou vibrante o encontro e o golaço de Bale aos 21' tornou-o mais bonito. Se o galês já tinha surpreendido todos no passado sábado com um tremendo míssil desde os 30 metros, desta vez mostrou uma jogada antológica. Benzema, muito inteligente, roubou com pressão a bola a Santana e passou-a ao de Cardiff, que recebeu o disparo, desfez-se dos rivais com primor e bateu a Fahrmann. A lição de bola foi digna de elogio. Quase se podia ter chegado ao terceiro golo na primeira meia-hora de jogo mas o remate frontal de Cristiano Ronaldo não ultrapassou o poste.

Os ganhos eram já interessantes, mas melhor ainda só a impressão que se dava desde o campo. Os madridistas conseguiam encerrar o rival na área e continuavam as protagonizar as ocasiões mais claras. Cristiano Ronaldo voltou a tentar aos 36´, mas o guarda-redes da casa estava atento e acertado nos frente a frente. E, não foi a última oportunidade, durante a primeira parte, houve ainda mais. A primeira esteve nos pés de Benzema, que rematou desde o ponto de marcação de penaltis aos 43', e a última teve o melhor jogador do mundo, que novamente não superou Fähmann dentro da área.

Cristiano Ronaldo merecia marcar e o prémio chegou aos 52´, quando finalizou um contra-ataque de forma maravilhosa. Recebeu de frente, encarou o rival, desfez-se de Matip com uma bicicleta e apontou com o pé esquerdo. Cinco minutos depois foi assinalado o quarto golo e o segundo de Benzema. Cristiano Ronaldo pisou o esférico e esperou a chegada do francês, que recebeu na área e, com uma grande tranquilidade, enganou Fährmann e marcou a seu belo prazer.

Benzema não foi o único a conseguir duplo golo. Bale não desistiu e fez o quinto golo para a equipa. Ramos recuperou a bola aos 69`e inventou um passe em profundidade que acabou nas costas de um defesa da casa. O galês fez o resto. Como não há duas sem três, também tocou a sorte a Cristiano Ronaldo aos 89´. O português superou assim Ibrahimovic como melhor goleador da competição, que terminou com goleada e com o resultado mais dilatado de todos, na primeira mão dos oitavos de final da presente edição da Champions League. Já em tempo de descontos, Huntelaar marcou o único golo do Schalke.
Pesquisar