1. Close
    La LigaJornada 26
    vivê-la emEstadio Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    BarcelonaBarcelona
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 26
      Estadio Santiago Bernabéu
     Dom, 01 Mar
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

  2. Close
    EuroligaJornada 28
    vivê-la emWiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Asvel VilleurbanneAsvel Villeurbanne
    Informação do jogo
    Euroliga, Jornada 28
      WiZink Center
     Qui, 05 Mar
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Real Madrid - Sevilla

7-3: Festival de golos no Bernabéu

CRÓNICA | 30/10/2013 | Alberto Navarro

O hat-trick de Ronaldo e os “bis” de Benzema e Bale, que ainda deu duas assistências, garantiram o triunfo sobre o Sevilha, num encontro que os adeptos tão cedo não esquecerão.
  • Liga BBVA
  • Jornada 11
  • Qua, 30 Out
Santiago Bernabéu
7
3
O Real Madrid enfrentava, frente ao Sevilha, o quarto dos sete jogos que tinha de disputar em 21 dias entre as duas últimas paragens de 2013 forçadas pelos compromissos internacionais. Os brancos entraram dominadores e com a intenção de asfixiar a saída de bola dos locais. E a primeira meia hora de jogo atesta bem essa atitude. Isco esteve perto de inaugurar o marcador aos 4’. A jogada, em que os madridistas encadearam mais de dez toques, bem que o merecia, mas o remate do natural de Málaga saiu a escassos centímetros do poste.

Nove minutos mais tarde chegou o primeiro gol do encontro. Foi o próprio Isco quem iniciou o contra-ataque, Benzema deu-lhe seguimento e Bale concluiu-o de forma superior. O galês estreou-se a marcar no Bernabéu, e de seguida podia ter feito mais dois, ambos precedidos de assistências de Benzema, aos 17’ e aos 21’. À terceira tentativa chegou o “bis”. O livre que marcou desviou em Alberto Moreno, que estava na barreira, enganando Beto.

O Real Madrid divertia-se no terreno de jogo e divertia os adeptos nas bancadas. Grande jogo dos madridistas perante o seu público. Em menos de meia hora já tinham marcado dois golos e oportunidades para fazer mais alguns, mas nem isso os fez baixar o ritmo e aos 32’ surgiu o terceiro. Isco foi derrubado por Fernando Navarro e Cristiano Ronaldo converteu o penálti.

E de um castigo máximo que não o era a outro também inexistente. Figueiras caiu dentro da área num choque com Ramos, aos 38’, e Rakitic reduziu a desvantagem da marca dos 11 metros. A reacção do Sevilha não se ficou por aí e Bacca, dois minutos depois, marcou à vontade depois de uma jogada de Vitolo pela ala esquerda e posterior assistência de Jairo. Cinco golos numa primeira parte vibrante e com tudo para decidir no segundo acto.

O PÚBLICO MADRIDISTA DESFRUTOU DO JOGO E DA EXPRESSIVA VITÓRIA DA SUA EQUIPA.

Se a primeira parte terminou sob um ritmo louco, o início da segunda não lhe ficou atrás. Na verdade, em apenas um minuto passou-se do possível empate ao golaço de Benzema, que foi muito aplaudido pelo Bernabéu. Diego López mostrou muita competência no mano a mano com Jairo aos 53’ e foi o próprio guardião madridista a dar início ao contra-ataque finalizado pelo avançado francês com um remate subtil que deixou patente a sua enorme qualidade.

A assistência foi de Bale, de pé direito, devolvendo assim o favor feito pelo gaulês no primeiro tento da partida. Sete minutos depois, jogada espectacular do galês pela ala direita e nova assistência, também de pé direito, que Ronaldo transformou no quinto da noite.

O jogo era uma loucura. Não havia tempo sequer para pestanejar. Já se tinham visto sete golos e ainda faltava meia hora por jogar. O Sevilha não se dava por vencido e reduziu a diferença com um grande golo de Rakitic aos 63’. Havia 5-3 e entrava em campo Xabi Alonso. O natural de Tolosa fazia a sua estreia nesta temporada e os seus adeptos ovacionavam-no, mas ainda haveria mais surpresas e emoções.

Nem de propósito: oito minutos depois chegou o sexto golo dos donos da casa, após uma grande jogada individual de Ronaldo, que assinou desta forma o terceiro tento da sua conta pessoal. E aos 73’ novo penálti inexistente a favor do Sevilha, que Rakitic falhou. A resposta dos locais não se fez esperar e sete minutos mais tarde Benzema, de cabeça, assinou o sétimo e fechou um resultado próprio de outra era. Os adeptos do Bernabéu desfrutaram com o espectáculo proporcionado pela sua equipa.

11

Avançado

Pesquisar