EmiratesAdidas
Athletic Club - Real Madrid

Ramos: “Dependemos de nós e queremos ganhar esta Liga"

NOTÍCIA | 05/07/2020 | Rodrigo Salamanca

“Temos que encarar o final do campeonato fortes, com alegria e motivação", afirmou Valverde.
Real Madrid continua firme na liderança depois de se ter imposto ao Atlético de Bilbau em San Mamés (0-1). Sergio Ramos, autor do tento vitorioso, destacou: "Os três pontos eram importantíssimos. Sabíamos que era um dos jogos mais difíceis que nós faltavam nesta Liga. Em Bilbau temos sempre pela frente um adversário que torna as coisas muito complicadas. Faltavam-nos 11 finais após o confinamento e tínhamos que ir passo a passo para tentar somar os três pontos em cada encontro”.
 
“Voltámos a demonstrar um nível físico elevado diante de um adversário como este e a equipa mostrou estar preparada. Felizmente, dependemos de nós e queremos ganhar esta Liga. Desde o primeiro minuto foi possível ver essa vontade de ganhar o jogo, ainda que não seja possível ganar todos por 3-0. Este era una final”.  
 
Mentalidade
“Falámos após o confinamento que a equipa que faria a diferença na Liga seria a que tivesse menos erros e a baliza a zero durante mais tempo. Nós podemos dizer que estamos bem defensivamente e que damos equilíbrio à equipa, isso motiva muito os avançados. Quando se atribuem prémios, não se pode olhar apenas aos que marcam, também aos que defendem”.
 
Árbitros
“Não vamos ganhar a Liga graças aos árbitros e também não a vamos perder por causa deles. Penso que quem tiver cometido erros e não tenha conseguido os resultados deve fazer autocrítica e culpar os jogadores. Não há que dar mérito aos árbitros pelo facto de o Real Madrid estar em primeiro”.

Mentalidade para marcar os penáltis 
“A única coisa em que penso quando marco um penálti é nos três pontos. Nesses momentos de incerteza e tensão, é quando me sinto confortável. Penso que sou a pessoa certa para assumir essa responsabilidade e os resultados estão à vista. Fá-lo-ia muitas mais vezes com todo o prazer e sendo para ajudar a equipa, melhor ainda”.

Ramos: "Nos momentos de incerteza e tensão é quando me sinto mais confortável".

“No final, as estatísticas individuais são secundárias, mas têm a sua importância. É indiferente quem marque o golo, o fundamental é ir à conquista da Liga. Também o é somar de três em três e continuar em primeiro da tabela. Os prémios individuais são gratificantes, mas se quisesse ter títulos individuais ter-me-ia dedicado ao ténis”.

Jogada polémica
“É verdade que piso a bota de Raúl, mas está atrás de mim e não o vejo. Não é uma jogada decisiva, a bola não está numa situação de golo iminente e parece-me que foi tudo”.

Valverde: "Fortes, com alegria e motivação"
“Viu-se que seria um jogo muito difícil. É um adversário que luta por cada bola como se fosse a última, mas quando consegues vencer é uma satisfação grande. No primeiro tempo, não soubemos responder aquilo que eles faziam, que era ganhar as segundas bolas. Tínhamos que o corrigir e foi o que fizemos na segunda parte. O mister disse-nos que corrigíssemos isso e que subíssemos as linhas”.

“Temos que encarar este final de Liga fortes, com alegria e motivação. Com o apoio dos adeptos, que não podem ver-nos. Mas as mensagens deles dão-nos muita motivação e temos que lhes agradecer o apoio. Este título, se o conseguirmos, é para eles”.

Trabalho dos médios-centro
“Nós os médios tratamos de ajudar os defesas e acrescentamos o nosso grão de areia. Em termos pessoais, vou daqui muito feliz, não tanto com a bola mas sim com o trabalho que fiz”.

Pesquisar