1. Close
    La LigaJornada 14
    vivê-la emEstadio Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Real SociedadReal Sociedad
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 14
      Estadio Santiago Bernabéu
     11/23/2019
    21:00
    Comprar entradas VIP

    partilharfacebooktwitter

  2. Close
    EuroligaJornada 8
    vivê-la emWiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    BarçaBarça
    Informação do jogo
    Euroliga, Jornada 8
      WiZink Center
     11/14/2019
    21:00
    COMPRAR BILHETES

    partilharfacebooktwitter

EmiratesAdidas

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Entrevista a Fede Valverde

Valverde: “Ao vestir a camisola do Real Madrid ainda sinto arrepios"

NOTÍCIA | 04/11/2019

“Com este símbolo nunca te podes conformar e quero ganhar todos os títulos com a equipa", explicou o médio no `Real Madrid Conecta'. 
Fede Valverde esteve no programa Real Madrid Conecta, da Realmadrid TV, onde relatou o seu trajecto e falou da sensação de fazer parte da equipa merengue: "É algo incrível jogar com apenas 21 anos num clube tão grande e com tanta história. Estou com uma ambição enorme e continuarei a lutar para alcançar títulos. Quando era pequeno sonhei jogar aqui e conquistar a Champions. Agora procuro aproveitar as oportunidades, ouvir os conselhos dos meus companheiros e desfrutar do momento".

"Quando visto a camisola do Real Madrid ainda sinto arrepios. Acho que faz parte da responsabilidade do momento. É bom. Recoro um episódio antes do dérbi contra o Atlético: o treinador anunciava o onze e lá estava o meu nome; o Casemiro aproximou-se de mim e pergntou-me se estava nervoso, olhei para a minha mão e ela estava a tremer".

Recordações dos primórdios
“O que mais gostava de fazer era jogar na rua com os amigos. Isso fazia-me feliz e era aquilo que mais me divertia. Depois fui para as camadas jovens do Peñarol e aí iniciei a carreira profissional. Aconteceu tudo muito depressa.Nunca imaginei jogar numa equipa como o Real Madrid. Agora procuro continuar a crescer e a aproveitar uma oportunidade que é única. É só minha a responsabilidade de fazer que este sonho prossiga e oxalá nunca acabe".

As boas-vindas
“Foram excelentes. Entrar num balneário que ganhara muitas Champions e onde te receberam da mesma forma que fazem a qualquer outro é algo que te dá uma enorme satisfação. O Modric e o Kroos acolheram-me com muito carinho e isso para mim é muito lisonjeador. Hoje já brinco com todos, mas no princípio tinha por eles um grande respeito. Pela maneira que me aconselham e me tratam, sinto-os como se fossem os meus irmãos mais velhos. São pessoas exemplares e a quem estarei eternamento grato".



 

É só minha a responsabilidade de prosseguir este sonho que oxalá nunca acabe.

“Aprendo com todos. Cada jogador tem a sua história dentro do clube. Aproximam-se de mim para me dar conselhos e ouvirem o que tenho para lhes dizer. Admiro muito o Casemiro e vou-lhe estar eternamente agredecido. É como um pai para mim. Até se torna divertido treinar com os meus companheiros. Gosto sempre de destacar o Sergio pela sua força e postura como capitão, com voz de comando quando é necessário, apesar de estar sempre com aquele sorriso".

 Estreia
“Lembro-me perfeitamente quando fui chamado a jogar. Nem queria acreditar. Não entendia nada. Apenas pensava que era a estreia. Entrei e o Marcelo marcou um golo. Nunca mais vou esquecer desse momento que tem servido de motivação".

Primeiro título
“É uma sensação óptima. O Mundial de Clubes foi o primeiro e vai ser o primeiro de muitos. Conquistei um título com jogadores que há uns anos via apenas na televisão. Ficaria encantado se pudesse permanecer aqui muitos anos e conseguir muitos títulos, tanto para o clube como para mim".

 
O Real Madrid no Uruguai
“É visto como algo muito complicado. É muito difícil que os uruguaios consigam receber-nos numa qualquer prova. Quando jogo por este clube é como se representasse 3 milhões de pessoas. Há muita gente que apoia o Real Madrid no Uruguai". 

Zidane
“Ajuda-me a potencializar as minhas capacidades, a nunca esconder-me, e faço tudo para que me coloque a jogar. Agradeço-lhe pelos conselhos que me dá, tal como faz com os restantes companheiros. É magnífico saber que Zidane fala bem de mim".
 
Objectivos
“O principal é continuar a crescer como pessoa e como jogador. Com este símbolo não te podes conformar. Ganhei um Mundial de Clubes e quero ganhar tudo o que haja para ganhar. Ainda existe um longo caminho pela frente".

 

Pesquisar