LazoGanadores de Champions LeagueOtro
Real Madrid - Atlético de Madrid

Zidane: “É um orgulho ganhar a Champions por este grande clube”

NOTÍCIA | 28/05/2016 | Javier García (Milão)

“Tenho um plantel fenomenal que trabalhou e lutou muitíssimo”, acrescentou o técnico.
A Nona, a Décima e, agora, a Décima Primeira como treinador. Zidane estreou em grande o seu palmarés como treinador. O francês não disfarçou a imensa alegria na sala de Imprensa de San Siro: “Estou feliz por tudo aquilo que todos fizemos. Não é nada fácil conquistar a Champions. Fizemo-lo à custa do trabalho e lutando. Estou muito contente”.

“Chegamos bem a este jogo. No final sofremos fisicamente. Os jogadores tinham cãibras, mas é normal. Mentalmente existe muita pressão. Tínhamos de lutar e conseguimos o título trabalhando muito. Quando consegues uma coisa tão grande como a Champions, significa muito para todos os jogadores, o staff e os adeptos”.

Sonho cumprido
“Sim, já tinha sonhado com isto. Sou optimista. O presidente deu-me a oportunidade de treinar um grande clube como este. Tenho um plantel fenomenl que lutou e trabalhou muitíssimo. Com jogadores deste calibre e talento podes conseguir algo grande”.

Lenda do clube
“Di Stéfano é Di Stéfano e estamos conscientes do que foi para este clube. Estou feliz por fazer parte deste grande clube desde há muito tempo. Ganhei a Champions como jogador, como adjunto e agora como treinador. Sinto orgulho em fazer parte deste grande clube. O Ancelotti disse-me que ganhar a Liga dos Campeões como treinador deste clube é diferente e especial”.
 

O REAL MADRID É O CLUBE DA MINHA VIDA, QUE ME FEZ CRESCER EM TODOS OS ASPECTOS.

“O Real Madrid foi, é e será um grande clube e é um orgulho fazer parte deste projecto. É um orgulho conseguir tudo isto pelo Real Madrid".

O rival
“O jogo decidiu-se nos penáltis, mas ele podiam ter ganho. Felicito o Simeone, que é um tremendo treinador, e a sua equipa. Estou orgulhoso por aquilo que conseguimos. Sofremos até ao final, mas eu sempre pensei positivo. Há que felicitar as duas equipas pelo trabalho realizado. Nós tivemos um par de ocasiões flagrantes para marcar o segundo golo

Cristiano
“Deu-nos a vitória. Estava escalado como o último jogador e não estava lesionado. Lutou e correu mutíssimo. Teve sempre uma atitude muito positiva em relação à equipa e ajudou os seus companheiros. Fizemos todos um trabalho magnífico”.

Sofrimento
“Sofreu imenso e isso é bem visível na forma como estou a falar. Já não tenho energia, quase não consigo falar. Quero desfrutar deste momento, daquilo que conseguimos hoje”.

Penáltis
“Eu não tinha visto os penáltis do Atlético contra o PSV. Antes da série tínhamos uma estratégia delineada, mas também era importante perguntar aos jogadores como se sentiam”.

Pesquisar