EmiratesAdidas
Final Four

Ganhar ao Fenerbahçe para jogar a final

Notícia | 15/05/2015

Contará com o apoio de cerca de 6.000 adeptos no Palácio para enfrentar o conjunto turco nas meias-finais (20:00 h portuguesa). 
O Real Madrid enfrenta esta noite o penúltimo obstáculo para conquistar a nona Taça dos Campeões Europeus. Joga a passagem à final da Euroliga frente ao Fenerbahçe Ulker na segunda meia-final da Final Four 2015. E jogará em casa, com 6.000 adeptos nas bancadas do Palácio, onde ganhou 29 dos últimos 30 jogos. Pela frente, a forte equipa turca dirigida por Obradovic e liderada pelo MVP da competição Nemanja Bjelica.

Chegou o grande momento. Depois de quase oito meses de trabalho no duro, o Real Madrid está apenas a dois triunfos de culminar outra temporada de destaque na Euroliga. Será a terceira Final Four seguida, quarta em cinco anos, mas nenhuma tão especial. Em casa perante os seus adeptos, quer continuar a alargar o palmarés nesta competição. O primeiro objectivo será passar a meia-final.  

Precedentes
Jogará contra uma das históricas equipas turcas: o Fenerbahçe Ulker. Passaram duas temporadas desde o último confronto (77-61 favorável aos brancos). 12 ao todo, com saldo favorável de 9 vitórias e 3 derrotas. Mas a equipa de Istambul chega a Madrid fazendo história, ao qualificar-se pela primeira vez para uma Final Four depois de eliminar o actual campeão, o Maccabi, por 3-0 no playoff. Vontade não falta a uma equipa cuja média de idades é de 23 anos. 

O Real Madrid ganhou os últimos oito jogos ao Fenerbahçe Ulker.

Precisamente a juventude, será uma das grandes armas contra a maior experiência do Real Madrid. A dose de veterania já é conseguida através do seu técnico, o ex-madridista Obradovic. Uma mistura que lhes permitiu ganhar em campos tão complicados como Moscovo, Barcelona e Tel Aviv. No entanto,os brancos fizeram do Palácio uma autêntica fortaleza, sendo a melhor equipa em casa dos últimos anos: 29-1 em duas temporadas. O ataque, 86 pontos de média frente aos 81 dos turcos, liderado pelo quarteto espanhol dos Sergios, Rudy e Reyes, pode causar estragos numa defesa adversária que sofre 75 pontos de média por jogo. 

Defesa
O Madrid deverá exibir o seu melhor nível defensivo (é a equipa que mais bolas recupera e a que menos perde), e controlar o ressalto para travar o grande talento turco, onde se destacam quatro jogadores dos demais: Goudelock (melhor marcador da Euroliga com 16,4 pontos), Bogdanovic (melhor jogador jovem), o antigo jogador da NBA Vesely e Nemanja Bjelica, que com 2,09 m pode jogar em quase todas as posições, e que explodiu esta temporada convertendo-se no MVP da Euroliga (11,9 pontos e 8,6 ressaltos).

CONVOCATÓRIA
Bases: Sergio Rodríguez, Llull e Campazzo.
Segundo-base: Carroll.
Extremos: Rudy Fernández, Maciulis e Rivers.
Extremos-poste: Reyes, Ayón e Nocioni.
Postes: Bourousis, Mejri e Slaughter.
 

23

Base-escolta

5

Extremo

Pesquisar