EmiratesAdidas
Real Madrid - CAI Zaragoza

92-79: Rudy imparável para o CAI

Galeria

CRÓNICA | 04/05/2014

O extremo de Maiorca, com 30 pontos e 40 de valorização, ofereceu aos brancos a vitória número 58 da temporada. 
  • Liga Endesa
  • Jornada 30
  • Dom, 04 Mai 04/05/2014
Palácio dos Desportos
92
79
Nova jornada no Palácio, a terceira em 7 dias. E mais uma vitória, a número 29 em 30 jogos; a número 58 nos 64 jogos da época. O Real Madrid, que realiza os últimos jogos da Liga Endesa com o objectivo de terminar líder, venceu o CAI. Presenciaram-se dois jogos distintos, o da primeira parte muito igualado.  E o da segunda parte, na qual o Madrid exibiu todo o seu nível ofensivo e descolou no marcador. Rudy, excepcional, foi o fio condutor de um triunfo em que somou um terço dos pontos da sua equipa: 30. Além do mais, ganhou 7 ressaltos  e fez 5 assistências para um total de 40 de valorização. Os brancos marcaram 11 triplos neste jogo.

Novo dia de basquetebol no Palácio. E nada aborrecido, no início. O Real Madrid enfrentou um CAI que ferido por três derrotas consecutivas, encheu-se de coragem e tentou inverter a tendência. Começou no jogo interior, com Norel e Sanikidze a causarem estragos desde o princípio. Não obstante, Rudy, sempre fiel ao seu espírito guerreiro, soube como manter a incerteza e a igualdade no marcador (7 pontos, 2 ressaltos, 1 roubo de bola em seis minutos), sendo o melhor homem dos brancos durante o primeiro período, que os brancos terminaram com uma desvantagem de três pontos no resultado (14-17).

Igualdade ao intervalo
Com a entrada de Rudez e Tabu o CAI realizou um parcial de 0-10, para passarem de 14-12 para 14-22. Foi o Chacho que com dois triplos consecutivos voltava a aproximar o resultado: 20-22. Rudez esteve muito activo, mas foram Tomás e Tabu que causaram mais estragos num período em que Sanikidze continuava a aprontar das suas e que os brancos ganharam (25-23) mas que foram para o intervalo a perder por um ponto 39-40.

A ACB HOMENAGEOU O REAL MADRID POR CONSEGUIR UM RECÓRDE HISTÓRICO DE VITÓRIAS: 28 CONSECUTIVAS. 

Llull ganhou protagonismo depois do intervalo com 8 pontos consecutivos, que apesar de tudo não serviram para ganhar vantagem no marcador. O CAI continuava bastante certeiro e o seu melhor aliado eram os lançamentos de três pontos, com Jones em evidência. Igualados nos ressaltos, o s brancos começaram a intensificar a batalha defensiva e inclusivamente a serem mais duros atrás, e as melhorias foram evidentes. Nos últimos minutos começaram a ganhar a batalha dos lançamentos livres e foi aí que começaram a ganhar o jogo. Para o último periodo, os comandados por Laso entraram pela primeira vez a ganhar e com uma vantagem de 7 pontos (67-60).

Manter a vantagem
A partir de então continuaram a aumentar distâncias e com um parcial de 12-0 colocaram o resultado em 72-60. Rudy Fernández seguia num ritmo endiabrado e confirmava-se como o homem do jogo, e a somar pontos para os seus. Especial significado tem o facto de o Madrid ter marcado em 14 minutos mais pontos que em toda a primeira metade, 40 contra 39.

Com o ritmo a que têm habituado os adeptos do Palácio, juntou-se à festa Salah Mejri, que assistido primeiro por o Chacho e mais tarde por Reyes e Rudy somou 6 pontos espectaculares. Mas apesar das exibições dos companheiros, o momento mais doce de Rudy eclipsou todos. Foi ele quem decidiu contra o CAI e deu a vitória número 29 na Liga ao Real Madrid.

Real Madrid 92 (14+25+28+25): Llull (13), Rudy (30), Darden (8), Mirotic (6), Bourousis (2) –cinco inicial-; S. Rodríguez (9), A. Martín, Carroll (3), Díez (3), Reyes (8), Slaughter (2) e Mejri (8).

CAI Zaragoza 79 (17+23+20+19): Llompart (4), Roll (2), Tomás (13), Sanikidze (11), Norel (3)- cinco inicial- Tabu (14), Stefansson (11), Rudez (6) Jones (14), Fontet (1).

Pesquisar