EmiratesAdidas
Real Madrid - Maccabi Electra

O Real Madrid tentará garantir, em Telavive, o factor casa para o playoff

NOTÍCIA | 27/03/2014 | C. Trujillo | FOTÓGRAFO: Ángel Martínez

Os brancos visitam o campo do Maccabi, onde garantiram, na época passada, o apuramento para a Final Four.
Este não é o momento para deixar as coisas ao acaso. O Real Madrid vai travar em Telavive uma das mais empolgantes batalhas do seu grupo (20:05 h espanholas). Depois do triunfo sobre o temido CSKA e o assalto à liderança na semana passada, agora trata-se de garantir o factor casa para o playoff. E isso passa por vencer o Maccabi Electra no Nokia Arena.

Os homens de Laso, que na ronda anterior se mostraram autoritários perante o cojunto russo, pretendem fazer o mesmo contra o terceiro adversário mais poderoso do grupo (saldo de 7-4). Estes são velhos conhecidos, pois Madrid e Maccabi defrontaram-se na temporada passada, nos "quartos", com os brancos a imporem-se por um concludente 3-0 que os catapultou para a Final Four.

Esta época, no primeiro assalto entre estas duas equipas, a 30 de Janeiro, no Palácio dos Desportos, ambas deram provas mais do que suficientes do equilíbrio de forças (74-68), mas também da existência de detalhes de qualidade que fizeram pender a balança.

Big Sofo difícil de defender
Nesse primeiro confronto, foram Rudy e Llull (16 e 20 pontos, respectivamente) que conseguiram garantir que a vitória ficava em casa, mantendo, dessa forma, a invencibilidade do Palácio, a única casa de toda a Euroliga que ainda não conheceu a derrota. Mas é preciso não esquecer que houve muito perigo de cada vez que Big Sofo entrou em campo. Nos cerca de 18 minutos que jogou, Schortsanitis marcou 15 pontos e obteve 17 de valorização. Ele e Pnini foram a dupla mais eficaz no reduto branco.

OS BRANCOS TÊM A SEGUNDA MELHOR DEFESA DA EUROPA, COM UMA MÉDIA DE 70,5 PONTOS SOFRIDOS POR ENCONTRO.

Além do poste, o Maccabi tem consciência de que a principal arma de que dispõe é o seu jogo aberto e a sua boa percentagem nos lançamentos de 3, algo em que o Madrid também apresenta bons números (39,1% contra 38,6%), e tentará explorar esse aspecto desde o início. Hickman (11,6 pontos), Smith (9,3) ou Rice (9,5) podem causar muitos estragos desde fora.

O talento do perímetro branco também não fica atrás. Com Rudy em estado de graça, MVP da jornada passada e com uma média de 13,6 pontos no Top 16, os brancos tentarão travar esse arsenal ofensivo dos homens de Blatt. O extremo maiorquino não estará sozinho nessa luta, já que ao seu lado estarão Llull (12,5), Mirotic (11) e o Chacho (14,9).

Como chegam a este encontro
O Maccabi vem de uma série de sete vitórias europeias consecutivas em casa. Embora, nos últimos cinco encontros do Top 16, tenha sofrido três derrotas. Além disso, não vive o seu melhor momento de forma, já que na última jornada da Liga sofreu a pior derrota caseira da sua história, frente ao Hapoel Jerusalém (65-93).

O Real Madrid de Laso desloca-se a Israel em busca da 20ª vitória europeia da temporada em 22 encontros. A confirmar-se, será a nona fora de casa. Um grande feito, que garantiria o ansiado factor casa para os quartos-de-final.

23

Base-escolta

5

Extremo

Pesquisar