EmiratesAdidas
Real Madrid - Zalgiris Kaunas

108-72: O Real Madrid volta a deslumbrar perante o Zalgiris na sua 40ª vitória

Ver galeria

CRÓNICA | 21/02/2014 | Edu Bueno

Os comandados de Laso proporcionaram outro espectáculo soberbo no seu regresso ao Palácio após seis encontros. Llull, com 28 de valorização, liderou uma equipa que teve mais de seis jogadores acima dos 10 pontos.
  • Euroliga
  • 7 (Top 16)
  • Sex, 21 Fev
Palácio dos Desportos
108
72
Com a sua 40ª vitória no que vai de temporada, sobre o Zalgiris Kaunas, no Palácio dos Desportos, o Real Madrid acaba a primeira volta como líder "ex-aequo" do grupo F, empatado com o CSKA de Moscovo e com um saldo de 6-1. Os brancos "apagaram" a equipa lituana do encontro logo no primeiro período e deram um autêntico recital durante os 40 minutos, em mais um jogo memorável, em que chegaram aos 108 pontos. Sergio Llull (15 pontos, nove assistências e 28 de valorização) foi o mais destacado de uma partida em que todos os seus jogadores brilharam. Mejri merece uma referência especial, naquela que foi a sua melhor actuação como madridista (20 de valorização), conseguindo ser o expoente máximo do basquetebol-espectáculo que a equipa proporcionou aos seus adeptos.

O Real Madrid não se conformou com oferecer a Taça aos seus adeptos nos minutos que antecederam o começo do encontro e deu ao Palácio um primeiro período espectacular. Nos primeiros minutos, aqueceu os motores, permitindo ao Zalgiris manter-se no encontro (21-18, min. 7), graças aos pontos de Dentmon (7) e Javtokas (7).

Os homens de Laso em estado puro
Ali terminaria a réplica lituana. A versão "showtime" do Real Madrid fez a sua aparição e em apenas três minutos deixou o adversário KO e o encontro resolvido, fruto de um parcial de 13-0 (34-18, min. 9). Com Llull a iniciar as jogadas a uma velocidade alucinante, os homens de Laso proporcionaram aos 11.408 espectadores um recital de como jogar no contra-ataque. Mirotic (oito pontos), Rudy (sete) e, em especial Díez e Mejri, este último com um afundanço a uma só mão depois de correr meio campo apesar dos seus 2,17 m, iam dando golpes fatais na débil defesa da equipa visitante (34-21, min. 10).

SETE JOGADORES DO REAL MADRID PASSARAM A DEZENA DE VALORIZAÇÃO: LLULL, REYES, RUDY, MIROTIC, SERGIO RODRÍGUEZ, BOUROUSIS E MEJRI.

Os dois triplos de Jasikevicius, que começou no banco, permitiram à equipa de Strombegas alcançar a desvantagem mínima no segundo período (38-29, min. 24). Sergio Rodríguez assumiu então as rédeas do jogo da sua equipa (oito pontos e seis assistências) e a imponente presença do tunisino na zona restritiva (18 de valorização ao intervalo) foi o bastante para que o Zalgiris não chegasse a incomodar (60-37, min. 20).

A história do jogo foi apenas aquela que o Real Madrid quis escrever. Laso experimentou três homens altos em simultâneo no terceiro período: Mirotic, Reyes e Bourousis. A experiência deu resultado porque este Real Madrid joga de olhos fechados. Rudy tornou-se então dono e senhor do jogo e com 11 pontos (três triplos) liderou outro parcial de 31-13 que significou a sentença de morte do encontro e uma diferença escandalosa de 42 pontos. Llull encestou um fabuloso triplo sobre a buzina para delírio das bancadas (92-50, min. 30).

Os brancos entraram no derradeiro período com, nada menos, do que 92 pontos marcados. Mas nem assim relaxaram. Queriam ainda mais. Sentiam-se bem a jogar em casa, onde voltavam após seis encontros. Slaughter, que ainda não tinha jogado, entrou e protagonizou bons momentos graças à sua dinâmica habitual. Dois "alley-oops" com respectivo afundanço levaram os comandados de Laso a atingir os 100 pontos quando ainda faltavam três minutos por jogar.

Mejri juntou-se à festa e pôs o ponto de exclamação na partida com uma jogada memorável que começou com  um desarme de lançamento e terminou com um afundanço. O canterano Alberto Martín teve tempo para se estrear na Euroliga, jogando três minutos de uma grande exibição madridista (108-72, min. 40).

Ficha técnica
REAL MADRID 108 (34+26+32+16):
Llull (15), Rudy (20), Darden (7), Mirotic (11) e Bourousis (13) -cinco inicial- Reyes (12), Sergio Rodríguez (12), Martín (0), Díez (7), Slaughter (4) e Mejri (7).

ZALGIRIS KAUNAS 72 (21+16+13+22): Dentmon (21), Pocius (2), Lipkevicius (3), Jankunas (6) e Javtokas (15) – cinco inicial –Klimavicius (0), Milaknis (8), Cizauskas (5), Kupsas (4), Dimsa (0), Gudaitis (2) e Jasikevicius (6).

5

Extremo

9

Extremo-poste

Pesquisar