EmiratesAdidas
Real Madrid - Unicaja

88-67: O Real Madrid completou diante do Unicaja uma primeira volta histórica

Ver video

CRÓNICA | 26/01/2014

O líder da Liga Endesa assina um impecável 17-0, com um sensacional Llull, que marcou seis triplos em seis lançamentos na primeira parte (23 pontos e 28 de valorização) de um encontro que dominaram do princípio até ao fim.
  • Liga Endesa
  • 17
  • Dom, 26 Jan
Palacio de los Deportes
88
67
O Real Madrid concluiu, com a sua vitória numero 17 diante do Unicaja de Málaga, a melhor primeira volta da história da Liga com o formato actual. Os de Laso demonstraram a condição de líder invicto e derrotaram a equipa andaluza com um recital de triplos na primeira parte (10 convertidos em 15 tentativas), e com Sergio Llull como grande protagonista com seis triplos em seis tentativas (23 pontos e 28 de valorização no final). Destacaram-se também Mirotic (13 pontos), Sergio Rodríguez (13) e Darden (11). Com este triunfo, os madridistas despedem-se do Palácio dos Desportos durante todo o mês de Fevereiro para a Liga. 

Grande exibição branca desde os 6,75 m
Os locais entraram concentrados na defesa e com o acerto exterior que faltou em Moscovo. Esta combinação cedo deu resultados e em pouco mais de dois minutos controlaram o jogo com um parcial de 11-2 (13-5, min. 5). Bourousis e Mirotic, na zona interior, superavam com facilidade Stimac e Sabonis, enquanto Darden e Llull massacravam a defesa de Málaga à base de triplos. Três em três do base, outro do norte-americano e mais um de Bourousis (5/6) concluíram o primeiro acto com 9 pontos de vantagem, ainda que tenham permitido oito ressaltos ofensivos ao Unicaja (27-18, min. 10).

Com o Unicaja num momento delicado e a passar por muitos apuros na defesa, o Real Madrid entrou com tudo no segundo período para decidir o jogo. Llull liderou o recital ofensivo branco com mais três triplos sem falhar, o sexto com falta incluída, para chegar aos 21 pontos e 25 de valorização em 18 minutos. Carroll, que regressava após a ausência na última jornada da Euroliga, e Mejri, com sete pontos, juntaram-se ao festival e o Madrid estabeleceu a maior diferença com 51-29 aos 17’.

O Real Madrid converteu 10 triplos em 15 tentativas na primeira metade. Sergio Llull marcou seis em seis tentativas.

Os de Joan Plaza, que já haviam aguentado bastante a avalanche madridista, encontraram em Urtasun ar fresco no ataque, e com um parcial de 1-8 maquilharam o marcador ao intervalo, numa primeira parte que o Real Madrid tinha dinamitado com o espectacular 10/15 em triplos (52-37, min. 20).

Sentença branca
A agressividade com que o Unicaja recomeçou o terceiro período, com um grande trabalho de Stimac debaixo da tabela adversária (10 pontos) e alguma passividade branca, traduzida em várias perdas de bola, permitiram aos visitantes voltar a lutar pela vitória com outro parcial de 2-12 que colocava o resultado em 54-45 aos 24’. Mas aí entrou Laso em acção para parar a dinâmica ascendente dos andaluzes. O desconto de tempo despertou a equipa branca, que ajustou a defesa, controlou o ressalto e começou a correr para apaziguar os ânimos da recuperação visitante (64-49, min. 30).

Quando parecia que o Real Madrid teria um período final cómodo, Calloway e Kuzminskas empenharam-se em complicar o arranque do último quarto. Entre ambos reduziram a diferença para a dezena de pontos aos 33’ com 67-57. No entanto, os de Laso responderam com contundência mais uma vez. Primeiro foi Mirotic e depois Sergio Rodríguez, com um triplo e um roubo de bola, que sentenciaram o jogo com cinco minutos para jogar até final (79-59, min. 35). O Unicaja, muito irregular durante todo o jogo, baixou os braços ante um Real Madrid que manteve a vantagem até aos 21 pontos finais (88-67, min. 40). Vitoria 17 a culminar a melhor primeira volta da Liga.

Ficha técnica
Real Madrid 88 (25+27+12+24):
Llull (23), Rudy (4), Darden (11), Mirotic (13) e Bourousis (7) – cinco inicial-, S. Rodríguez (13), Draper (-), Carroll (6), Díez (2), Reyes (-), Slaughter (2) e Mejri (7).

Unicaja de Málaga 67 (18+19+12+18): Granger (6), Z. Dragic (3), Suárez (2), Sabonis (2) e Stimac (10) – cinco inicial-, Calloway (8), Urtasun (9), Toolson (6), Kuzminskas (10), Caner-Medley (7), Hettsheimeir e Vázquez (4).

Pesquisar