Rafael Sánchez-Guerra

1935 · 1936
Local de nascimento
Madrid
Ano de nascimento
28/10/1897

A sua etapa à frente do Real Madrid foi breve mas frutífera. Durante o seu ano de mandato, Rafael Sánchez-Guerra levou a cabo uma boa gestão do clube tanto económica como desportiva. Conseguir uma sede social de acordo com a categoria do clube, reforçar a equipa e construir um novo estádio foram os seus principais objectivos. Mas o início da Guerra Civil impediu-o de levar a cabo o último objectivo.
 
Era um apaixonado por futebol desde criança. Concretamente, desde que entrou no Colégio del Pilar de Madrid, berço dos jogadores como Muñagorri ou René Petit. Fez grande amizade com ambos, com os quais posteriormente coincidiu nas categorias inferiores do Real Madrid.
 
O madrileno seguiu os passos do seu pai, o político José Sánchez-Guerra, e ocupou postos de relevo durante a II República. Mas a sua paixão pelo futebol levou-o a 31 de Maio de 1935 à presidência branca, após ter ganho as eleições por uma ampla maioria de votos.
 
Futebolistas da dimensão de Lecue, Kellemen y Alberty aterrorizaram essa temporada no conjunto madridista e formaram parte da conquista da Taça de Espanha frente ao Barcelona. Ricardo Zamora foi outro dos protagonistas de tal êxito ao evitar um golo de baliza aberta. Este título foi o final dourado que pôs fim à sua breve etapa na presidência do Real Madrid.


Palmarés

1 Taça de Espanha
1 Campeonato Mancomunado.
Buscar