1. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Real SociedadReal Sociedad
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 20
    Santiago Bernabéu
    2017/01/29
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    La Liga20:45Real MadridvsReal Sociedad

    Anterior
  2. Close
    vivê-la em WiZink Center
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Valencia BasketValencia Basket
    • BILHETES desde 15€
    • Entradas Vip  desde 100€
    COMPRAR BILHETES
    Informação do jogo
    Liga Endesa, Jornada 18
    WiZink Center
    22-01-2017
    18:30

    partilhar

    Seguinte

    Liga Endesa18:30Real MadridvsValencia Basket

    Anterior

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Velázquez Manuel Velázquez Villaverde

1958 · 1977
Local de nascimento
Madrid
Ano de nascimento
24/01/1943

O futebol inteligente

Posição em campo: Médio
Jogos efectuados: 402 oficiais
Golos marcados: 59
Internacional pela Espanha: 22 vezes

Foi o cérebro do meio-campo do Real Madrid nos anos 60 e 70. Com Velázquez, o jogo tornou-se pura arte. O natural de Madrid ajudou a fazer a transição entre o Real dos Di Stéfano, Puskas, Gento e Rial e uma nova fornada de jogadores que o teve sempre como principal fonte de inspiração.
 
Madridista de berço, entrou para os escalões de formação em 1958. Depois de um empréstimo ao Málaga para ganhar experiência, Manolo Velázquez voltou ao clube em 1965, em pleo apogeu da equipa “Yeyé”. Na sua primeira temporada foi logo campeão europeu. Apesar de ter entrado na equipa nos quartos-de-final da prova, a sua contribuição revelou-se determinante na conquista do título.
 
O médio madrileno tornava simples qualquer jogada. O seu forte era a criação de jogo. Durante os seus anos no Real Madrid construiu um palmarés invejável: seis Campeonatos em 12 anos na equipa principal, três Taças e o ceptro europeu. Velázquez também foi internacional pela Espanha.
 
Uma lesão grave em 1977 obrigou-o a deixar de jogar. O seu último encontro de branco foi o da sua homenagem, ante o Eintracht de Frankfurt. Nesse jogo, entregou a camisola 10 e o comando do centro do campo a Vicente del Bosque, o seu substituto geracional. Depois, voltaria a tentar jogar durante seis meses no Toronto Metros Croatia do Canadá. Seria a última etapa de uma carreira magnífica. Faleceu a 15 de Janeiro de 2016.


Palmarés

1 Taça dos Campeões
6 Campeonatos
3 Taças de Espanha


 

null 6ª Copa de Europa
Buscar