1. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Borussia DortmundBorussia Dortmund
    Informação do jogo
    Champions League, Jornada 6 (Fase de Grupos)
    Santiago Bernabéu
    2016/12/07
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    Champions League20:45Real MadridvsBorussia Dortmund

    Anterior
  2. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    DeportivoDeportivo
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 15
    Santiago Bernabéu
    2016/12/10
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    La Liga20:45Real MadridvsDeportivo

    Anterior

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Redondo Fernando Carlos Redondo Neri

1994 · 2000
Local de nascimento
Buenos Aires (Argentina)
Ano de nascimento
06/07/1969

Um príncipe no Bernabéu

Posição em campo: Médio
Jogos efectuados: 228
Golos marcados: 5
Internacional pela Argentina: 29 vezes

A elegância personificada sobre o relvado. O médio argentino foi capaz de, sozinho, segurar o meio-campo de uma equipa como a do Real Madrid. Dos seus pés partia o futebol de ataque que uma equipa que voltou a reinar na Europa. Seis troféus, entre eles duas Taças dos Campeões, são o espectacular balanço da passagem de um jogador muito querido pelo Santiago Bernabéu.
 
Formado nas camadas jovens do Argentinos Juniors, Redondo estreou-se na categoria principal frente ao Gimnasia y Esgrima. A sua imensa qualidade rapidamente se tornou conhecida na Europa. Azkargorta trouxe-o para o Tenerife, onde fez quatro temporadas brilhantes, levando a equipa a apurar-se para a Taça UEFA. O Real Madrid já o tinha debaixo de olho e no Verão de 1994 fechou a sua contratação.
 
Chegou pela mão de Jorge Valdano, com quem tinha coincidido na equipa de Tenerife. Uma lesão inoportuna impediu-o de começar a temporada, mas logo que começou a jogar tornou-se dono e senhor do meio-campo. Durante seis épocas foi o farol que iluminou o jogo dos brancos, indiscutível para todos os treinadores. O seu autopasse de calcanhar em Old Trafford, a caminho da oitava Taça dos Campeões, foi inesquecível.
 
Pela selecção argentina disputou menos partidas do que a sua qualidade exigiria. Ao lado de Maradona, Batistuta e companhia participou no Mundial dos Estados Unidos, onde a equipa foi afastada nos oitavos-de-final. Jogou as últimas temporadas no Milan, onde foi perseguido pelas lesões até ao fim da carreira, em 2004.


Palmarés

2 Taças dos Campeões
1 Taça Intercontinental
2 Campeonatos
1 Supertaça de Espanha


 

null 7ª Copa de Europa 8ª Copa de Europa
Buscar