1. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    DeportivoDeportivo
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 15
    Santiago Bernabéu
    2016/12/10
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    La Liga20:45Real MadridvsDeportivo

    Anterior
  2. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    GranadaGranada
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 17
    Santiago Bernabéu
    2017/01/07
    13:00

    partilhar

    Seguinte

    La Liga13:00Real MadridvsGranada

    Anterior

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

Suker Davor Suker

1996 · 1999
Local de nascimento
Osijek (Croácia)
Ano de nascimento
01/01/1968

O homem-golo

Posição em campo: Avançado
Jogos efectuados: 109 oficiais
Golos marcados: 49
Internacional pela Croácia: 63 vezes

Um virtuoso do futebol. Davor Suker deixou a sua marca na Liga espanhola pela qualidade técnica, olfacto goleador e carácter extrovertido. Passou três temporadas no Real Madrid, nas quais ajudou a ganhar quatro troféus, entre eles a tão desejada sétima Taça dos Campeões Europeus. A espectacularidade do seu jogo fez dele um dos avançados mais chamativos dos anos 90.
 
Destacou-se desde muito jovem no futebol do seu país. Fez parte de uma lendária selecção de sub-20 jugoslava (com Mijatovic, Boban e Prosinecki) que se sagrou campeã mundial em 1987. Na altura já tinha feito a estreia na Primeira Divisão pelo Osijek. O seu potencial, mas sobretudo o conflito armado que varreu os Balcãs a partir de 1991, levaram-no a procurar um novo destino onde prosseguir a carreira.
 
Nesse mesmo ano, Davor assinou pelo Sevilha, tornando-se quase de imediato num dos melhores avançados da Liga espanhola. Em 1996 transferiu-se para o Real Madrid e nessa mesma temporada assinou 24 golos apenas no Campeonato. Formou uma parceria atacante demolidora com Raúl e Mijatovic. Juntos triunfaram em Espanha e na Europa.
 
O seu pé esquerdo era uma arma de precisão, apesar de também marcar com o direito e de cabeça. Tinha uma impressionante capacidade para dominar a bola, fintar e tirar o adversário da frente. Era um jogador com um talento avassalador. Suker, que também fez história ao serviço da sua selecção (terceira no Mundial 98), deixou o clube em Maio de 1999 rumo ao Arsenal. Os alemães do Munique 1860 foram o último emblema profissional do croata com um mágico pé esquerdo.


Palmarés

1 Taça dos Campeões
1 Taça Intercontinental
1 Campeonato
1 Supertaça de Espanha


 

null 7ª Copa de Europa
Buscar