1. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    Borussia DortmundBorussia Dortmund
    Informação do jogo
    Champions League, Jornada 6 (Fase de Grupos)
    Santiago Bernabéu
    2016/12/07
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    Champions League20:45Real MadridvsBorussia Dortmund

    Anterior
  2. Close
    vivê-la em Santiago Bernabéu
    Real MadridReal Madrid
    vs
    DeportivoDeportivo
    Informação do jogo
    La Liga, Jornada 15
    Santiago Bernabéu
    2016/12/10
    20:45

    partilhar

    Seguinte

    La Liga20:45Real MadridvsDeportivo

    Anterior

Seleccione a plataforma preferida para comprar os seus bilhetes

  1. Di Stéfano e Dani Carvajal
  2. Terrenos de Valdebebas (2006)
  3. Campo de futebol da Cidade Real Madrid

A construção da primeira fase da Cidade do Real Madrid, apesar da sua enorme envergadura, representou menos de 20% do que comportará Valdebebas na sua totalidade. Incidiu principalmente nas obras dos campos de futebol e das instalações destinadas a escritórios. Para isso, mais de 3.150 trabalhadores zelaram para que tudo corresse na perfeição.

Dados de gestão

O desenho conceptual inicial foi feito entre a Flórida e Madrid, com uma empresa norte-americana que venceu o concurso de ideias: EDSA. As equipas de desenho são:

- Estúdio Lamela. Arquitectura da construção e coberturas.
- Euroconsult. Controlo de Qualidade
- CSP. Coordenação de Segurança e Saúde.
- Euroestudios. Controlo de accessos, circulações, sinalética.
- Naos Arquitectura. Soluções e pavimentos desportivos.
- Projecto Ibérica. Engenharia de infraestruturas gerais e viárias. Engenharia da edificação.
- EDSA – SCP – Prointec – GIS. Arquitectura de exterior e infraestrutura. Paisagismo e jardinagem.

O projecto foi gerido por Bovis Lend Lease. Pela especificidade de cada uma das partes do desenho e das características próprias da sua utilização, intervieram praticamente a totalidade dos departamentos do clube no desenho e conceito.
 
Dados de desenho

Directamente aplicável no projecto da Cidade Real Madrid estiveram envolvidos na sua definição:
 
- 23 arquitectos.
- 5 arquitectos técnicos.
- 12 engenheiros.
- 4 engenheiros técnicos.
- 8 pessoas de delineação e outras formas de assistência administrtiva.
 
Curiosidades e números

- Foram movimentados uns 900.000 m3 de terras
- Dispõe de uma galeria de serviços de 940 m de comprimento.
- Foram introduzidos 53.000 m de tubos e mais de 225.000 m de cablagem.
- Existem 210 pontos de retransmissão fixos.
- Dum total de 222.000 m2 de superfície ocupada, 120.000 m2 são de superfície desportiva, 60.000 m2 de zonas ajardinadas, 25.000 m2 de edificação e o resto de infraestruturas de acessos, distribuição e bancadas.
- A capacidade total de lugares sentados na Fase I A é de 6.000 espectadores, e outros 5.000 lugares de pé.
- 100% dos espaços habitados dispõem de luz natural directa.
- A cafeteria ‘La Cantera’ dispõe de uma capacidade de produção de aproximadamente 300 refeições e dispõe de uma superfície interior de 500 m2 e varanda exterior com 200 m2.
- O consumo de rega diário é de aproximadamente 800 m3 e de águas sanitárias de uns 250 m3.
- Existe uma estação meteorológica na Cidade Desportiva que dá resposta e controla os indicadores necessários para a optimização dos sistemas de rega e clima.
- O investimento completo na Fase I A rondou os 70 milhões de euros e a obra foi concluída em 15 meses.
 
3.150 empregados: a força do trabalho

Mais de 200 pessoas trabalharam diariamente na Cidade do Real Madrid, ainda que em momentos pontuais chegassem a ser 500. No total, intervieram na obra mais de 3.000 pessoas. A empresa que mais pessoal acumulou foi a UTE (União Temporária de Empresas) formada pela FCC e OHL, com mais de 80 subcontratados e trabalhadores autónomos, que já somam 350 pessoas. A segurança na obra foi máxima. Facto confirmado por Sara Colmenares, coordenadora de Segurança e Saúde do Real Madrid.

Buscar